Ação contra o tráfico mobiliza 80 policiais em Juazeiro

    68

    Em mais uma operação conjunta de combate o tráfico de drogas no município de Juazeiro, policiais civis e militares apreenderam, no último sábado (10), cerca de um quilo de cocaína, R$ 13.326,00 em dinheiro e cheques, cinco revólveres municiados, uma espingarda, celulares de diversas marcas, relógios, computadores, quatro motocicletas e um veículo Mitsubishi. Dezessete mandados judiciais de busca e apreensão foram cumpridos em quatro bairros da cidade, onde 80 policiais, em 20 viaturas, prenderam cinco traficantes em flagrante.

    Identificado como o líder da quadrilha, José Hamilton Alves, o “Zezão”, e a mulher dele Cátia Silene Freire da Silva foram capturados na residência do casal, na Rua dos Bandeirantes, bairro João XXIII. Havia no imóvel um tablete de cocaína com 788 gramas, 31 petecas da mesma droga, certa quantidade de maconha, um revólver calibre 38, com 11 munições, uma espingarda 5.5 com duas miras telescópicas, duas motocicletas, relógios, cinco celulares, três multilaser, um notebook e R$ 697,00 em espécie.

    O delegado Fábio Antônio Cândido, coordenador da 17ª Coorpin (Coordenadoria Regional de Polícia do Interior) autuou José Hamilton e Cátia em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma, encaminhado o casal ao Complexo Penitenciário de Juazeiro. “Zezão” tem passagens em delegacias por envolvimento com o tráfico.

    Há dois meses, a Polícia Civil passou a investigar a quadrilha, tendo o juiz Paulo Ney de Araújo expedido os mandados de busca e apreensão na quinta-feira (8). Quarenta policiais da 17ª Coorpin/Juazeiro e das delegacias de Curaçá, Sobradinho, Casa Nova e Remanso, além de 40 policiais militares lotados na região iniciaram a Operação Hidra de Lerna às 5h30 de sábado. O primeiro alvo foi a residência do líder “Zezão”.

    As incursões prosseguiram no bairro Itaberaba, onde Flaviano Nogueira de Souza, o “Bibi”, foi preso, em casa, com 19 petecas de cocaína, um revólver calibre 38, com cinco cartuchos, seis celulares, uma motocicleta e R$ 6.043,00 em dinheiro e cheques. Em outro imóvel, no mesmo bairro, Francisco Assis Souza e Rosangêla Oliveira da Silva escondiam seis papelotes de cocaína, uma balança de precisão, quatro celulares, um revólver calibre 38, com 25 cartuchos e uma motocicleta. Os três também foram encaminhados ao complexo penitenciário.

    Desapropriação

    Os investigadores apuraram que as motocicletas aprendidas com o bando eram utilizadas no transporte de drogas. O delegado Fábio Antônio Cândido vai solicitar à Justiça a desapropriação dessas motos, bem como do veículo Mitsubishi encontrado com o também traficante Valdemar José Roberto, no bairro Alto da Aliança. Além do carro foram apreendidos com ele um revólver com 15 cartuchos, um celular e R$ 6.607,00 em espécie. Autuado por porte ilegal de arma, Valdemar pagou a fiança arbitrada pelo delegado em R$ 12.000,00 e responderá ao inquérito em liberdade.

    Também integrante da quadrilha, o proprietário de um bar, apelidado de “Diquinho”, não foi encontrado em sua residência, no bairro Nova Esperança, mas os policiais apreenderam no local um revólver com cinco munições intactas, um notebook e certa quantia em dinheiro. O delegado vai representar pela prisão preventiva do traficante, dono do bar “Bob Esponja”.

    Secom Bahia

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR