Adutora do Algodão leva água para mais 110 mil moradores do sudoeste da Bahia

    72

    Cerca de 110 mil moradores do sudoeste baiano vão ter acesso à água de qualidade com a inauguração na manhã desta sexta-feira (9) da primeira etapa da Adutora do Algodão, no município de Malhada, região de Guanambi. O investimento, de R$ 140 milhões, foi executado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). Participaram da inauguração a presidente Dilma Rousseff, o governador Jaques Wagner, entre outras autoridades.

    A adutora vai levar água do Rio São Francisco para abastecer, nesta primeira etapa, Guanambi, Malhada, Candiba, Iuiú, Palmas de Monte Alto, Pindaí e Matina, além dos povoados de Mutans (Guanambi), Pilões (Candiba), Julião (Malhada) e Pajeú do Vento (Caetité).

    O governador comentou que “essa é uma obra de R$ 140 milhões que, quando estiver totalmente concluída, vai atender Caetité e Lagoa Real. Definitivamente, vai levar água pra toda região e, portanto, é uma obra que vem fazer frente aos problemas da seca. Para nós é um motivo de muita alegria uma obra dessa que é esperada há mais de 30 anos pelos moradores da região e finalmente concretizamos esse sonho.”

    A presidente falou sobre o trabalho conjunto do Estado com o governo federal que permitiu a realização dessa obra. “É muito importante para as pessoas terem água limpa e de qualidade. Agradeço ao governador Jaques Wagner por essa parceria que permitiu que construíssemos essa adutora. O meu bisavô nasceu em Caetité e foi embora para Minas Gerais e agora, tanto tempo depois, eu fico feliz por uma obra que vai garantir que as pessoas possam ficar aqui porque vão ter água de qualidade.”

    Segunda etapa

    Durante a cerimônia de inauguração, a presidenta Dilma anunciou a segunda etapa da Adutora do Algodão, orçada em R$ 55 milhões, que vai atender 55 mil pessoas nas sedes municipais de Caetité e de Lagoa Real e nas localidades rurais de Morrinhos, Maniaçu e Ibitira.

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR