Eleição na Bahia custará quase R$ 26 milhões ao TRE

    70

    O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE) deve gastar, em todo o Estado, nas eleições deste ano cerca de R$ 25,4 milhões. O montante equivale ao custeio de despesas com material, ações e pessoal. A provisão recebida para custeio da despesa com pessoal no pleito de 2012, incluindo gastos com juízes, membros, promotores e o pagamento de horas extras, é de R$ 11.456.234. Os outros R$ 13.963.963 são referentes ao total de despesa empenhada com treinamentos, aquisição e logística de urnas eletrônicas, despesas de funcionamento, divulgação do processo eleitoral, locação de máquinas e equipamentos e serviços cartorários, entre outros. Toda a verba é proveniente de recursos do próprio Tribunal Superior Eleitoral. O custo total por cada eleitor é de R$ 2,51, conforme dados da Secretaria de Orçamento, Finanças e Contabilidade. Segundo André Bezerra, diretor-geral do TRE, esta é a primeira vez que as despesas empregadas na realização do pleito são divulgadas na Bahia. Ele confirmou que nas últimas eleições municipais (em 2008), as despesas chegaram a R$ 17,8 milhões. “O aumento dos custos acompanha o crescimento do número de eleitores. Mais gente votando significa a criação de novas seções, que demandam a aquisição de mais urnas e o aumento das despesas com o transporte delas, as instalações elétricas e toda a infraestrutura”, explicou Bezerra.

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR