Esmeralda avaliada em R$ 2 bi extraída em Pindobaçú vai parar nos EUA e é motivo de disputa

    144

    Uma esmeralda extraída no município de Pindobaçu, no norte baiano, avaliada em R$ 2 bilhões e com peso de 400 quilos foi parar nos Estados Unidos e virou alvo de disputa de cinco supostos donos.

    Até chegar ao país norte-americano, a pedra quase teria desaparecido durante o furacão Catrina e atualmente está no Departamento de Polícia de Los Angeles. Segundo o portal iBahia, um garimpeiro conhecido como Seu Darci foi o primeiro dono da preciosidade, que contou ter comprado a pedra em 2001 por R$ 10 mil. Em seguida, vendeu para um comerciante local. “Depois disso eu não faço ideia do que aconteceu com ela. Soube que foi para São Paulo e de lá venderam para uns americanos”, afirmou Darci.

    No início deste ano, a Polícia Federal o procurou para que assinasse uma declaração que afirma a origem da esmeralda. A história será mostrada no próximo domingo (16) no programa Fantástico, da TV Globo.

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR