Evento promete limpar o nome de 44 mil pessoas a partir da próxima quinta-feira

    104

    Os mais de 580 mil baianos endividados terão uma boa oportunidade de resolver os problemas financeiros, a partir da próxima quinta-feira (22). O Feirão Nome Limpo, evento que acontece, pela segunda vez, no Centro de Convenções da Bahia, espera tirar do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Serasa o nome de até 44 mil pessoas, através de negociações diretas entre os inadimplentes e as empresas credoras, dispostas a oferecer descontos especiais e condições facilitadas para o pagamento dos débitos. Realizado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Bahia (FCDL), o evento foi apresentado à imprensa nesta terça-feira (20). Segundo o presidente da entidade, Antoine Tawil, um dos objetivos principais é reabilitar o crédito dos consumidores, para intensificar ainda mais as compras de final de ano. “Escolhemos a data mais próxima do final do mês, que coincide com o pagamento da primeira parcela do 13º salário. É um momento apropriado para liquidar as dívidas e aproveitar, em seguida, as compras de Natal e Ano Novo com o nome limpo”, explica.

    Entre as empresas participantes do feirão estão Casas Bahia, Coelba, Embasa, Ricardo Eletro, Lojas Leader, GBarbosa e Insinuante. De acordo com Luiz Carlos Batista, presidente do Conselho da empresa Máquina de Vendas, resultado da fusão entre as varejistas Insinuante e Ricardo Eletro, o desconto oferecido pode chegar a 100% dos encargos sobre a dívida, ou seja, eliminação total dos juros. Batista explica que o principal critério para determinar o valor do desconto a cada consumidor será o tempo de atraso do débito. Quanto mais antiga for a dívida, menor será o quantia a pagar. Ainda de acordo com o presidente, a inadimplência é um dos maiores problemas enfrentados pelas grandes empresas de comércio no Brasil e atinge cerca de 15% do total de vendas. Segundo ele, esse é um problema cultural, especialmente, das regiões norte e nordeste do país. “Muita gente não faz os seus cálculos de renda direito e termina se atrapalhando no orçamento. Já em regiões como Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a inadimplência é bem menor, pois os descendentes de europeus são mais cautelosos com o dinheiro”, avaliou. A quitação dos débitos traz benefícios não só para os consumidores, como também para as empresas. É o que explica o executivo da Coelba, Ribamar Kleber. “A quitação das dívidas faz os inadimplentes retornarem para o mercado, o que cria uma maior dinâmica econômica e beneficia, diretamente, todos os agentes envolvidos”, explicou. Ainda de acordo com Ribamar, a Coelba espera atender 3 mil pessoas durante o feirão. Para isso, a instituição vai eliminar multas e juros e parcelar as dívidas em até 24 vezes.

    Na Bahia, quase metade dos inadimplentes estão devendo às empresas de cartões de crédito. O que é perigoso, já que, segundo Antoine Tawil, os cartões têm as maiores taxas de juros do mercado. “Isso faz com que a dívida possa dobrar ou até triplicar em menos de um ano”, explicou o presidente da FCDL. Pensando nesse tipo de consumidor, o evento contará com estandes dos principais bancos, para que os devedores possam negociar seus débitos diretamente com as empresas. “A quitação da dívida com o cartão de crédito deve ser prioridade para o 13º salário”, aconselhou Tawil.

    Em 2011, o Feirão do Nome Limpo foi visitado por mais de 50 mil pessoas e conseguiu acabar com 26 mil dívidas. Cerca de 80% desses consumidores ainda permanecem fora do cadastro negativo. Para os interessados em participar da edição deste ano, o evento acontecerá no Salão Iemanjá, Pavilhão B do Centro de Convenções, das 8h às 18h, até o dia 2 de novembro. É necessário levar documento de identidade, com foto, e CPF.

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR