Jogador do Cruzeiro que atropelou e matou ciclista em Camaçari pode ter dormido ao volante

    76

    O jogador baiano Anselmo Ramon, do Cruzeiro, que atropelou e matou um ciclista na manhã deste sábado (8), pode ter dormido ao volante e causado o acidente, segundo primeira suspeita da Polícia Militar. O caso foi registrado na 18ª Delegacia (Camaçari), que ainda não tem mais detalhes sobre o atropelo e, por isso, diz que não tem como confirmar a informação.

    O acidente ocorreu por volta de 9h30, na via de ligação A-10, entre a Via Parafuso, em Camaçari, e a cidade de Dias D’ávila, ambas da Região Metropolitana de Salvador.

    Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Anselmo Ramon não teve condições de fazer o teste do bafômetro porque precisou ser hospitalizado logo após o acidente – a Polícia Civil informa que ele foi socorrido para o Hospital de Medicina Humana, em Candeias, com ferimentos leves. Ainda não se sabe se ele será autuado ou quando será ouvido.

    Ainda segundo a PRE, o veículo conduzido pelo jogador, modelo Chrysler 300 C, se chocou contra uma árvore e seguiu em direção aos dois homens, que estavam parados em uma sombra. O ciclista que sobreviveu ao atropelamento, Ednaldo de Souza, foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral de Camaçari (HGC) e está estável. O outro ciclista morreu no local e ainda não foi identificado, de acordo com a 18ª Delegacia. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Salvador.

    Nascido em Camaçari, o jogador de 24 anos estava de férias desde domingo, quando terminou o Campeonato Brasileiro, e visitava a Bahia. O clube ainda não se manifestou oficialmente sobre o caso. Revelado pelo Bahia, Anselmo Ramon está no Cruzeiro desde 2007.

    (Informações do Correio)

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR