Oposição e governo travam queda de braço hoje na Assembleia Legislativa da Bahia

    57

    A votação na Assembleia Legislativa (AL) da Lei Orçamentária Anual (LOA) e do Projeto de Lei nº 20.108/2012 que autoriza o governo da Bahia a contratar operação de crédito junto ao Banco do Brasil S.A., no valor de R$ 1,1 bilhão, pode se tornar nesta quarta-feira, 26, uma queda de braço entre a oposição e governistas.

    Prevista para ser a última sessão do ano, depois da falta de acordo sobre o assunto, no último dia 21, caso ocorra obstrução por parte dos 18  deputados oposicionistas, a pauta somente será avaliada no dia 17 de janeiro de 2013.
    Segundo o líder da bancada oposicionista e líder do DEM, deputado Paulo Azi, este não é o desejo do grupo que lidera, principalmente diante do risco de a Bahia começar o ano sem ter  a LOA aprovado.

    O problema, ressalva, é o pedido de autorização para contrair o empréstimo  junto ao BB, sem que existam projetos concretos para as áreas citadas no projeto. De acordo com o deputado, em ocasiões anteriores, pedidos de empréstimo foram atendidos, mas os valores foram usados para custear a máquina do governo, a que classifica de pesada e ineficiente.

    Outro lado- O deputado estadual, Zé Neto (PT), líder do governo na AL, rebateu a informação declarando que a prática citada nunca aconteceu. Zé Neto acrescentou que não gostaria de entrar em celeumas, mas disse que a bancada de oposição apoia qualquer pedido de reajuste do funcionalismo público, independente do endividamento que tal decisão possa trazer ao Estado.

    Zé Neto, ressalva que o pedido de recursos junto ao governo federal e instituições públicas, somente foi possível diante do saneamento das contas públicas por parte do governo do Estado.

    Disse ainda que como líder do DEM, partido do prefeito eleito de Salvador, o deputado Paulo Azi deveria entender que acabou o tempo das “picuinhas” diante das necessidades da capital baiana, nas áreas de mobilidade e segurança pública.

    Ele acrescentou que mais de 50% do valor do empréstimo destina-se a obras a serem realizadas em Salvador. Estas, disse, permitirão criar a estrutura necessária para abrigar a Copa das Confederações e a Copa do Mundo, por serem obras que serão um legado para a cidade.

    O deputado Zé Neto ressalva que acredita ser possível um acordo, e vai apelar para o espírito natalino do deputado Paulo Azi  em função dos interesses maiores de Salvador, que passa por uma situação muito delicada. (A Tarde On Line)

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR