Rio de Janeiro: Um fuzil AK-47 é apreendido por dia, aponta levantamento

    577

    Um levantamento feito pela Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro e publicado na revista Época revelou que mesmo após quatro anos de implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em algumas comunidades da cidade, o fuzil automático Kalashnikov, oriundo da Rússia e apelidado de AK-47, ainda são comuns entre os traficantes. De janeiro a 19 de julho foram 162 apreensões desses fuzis na capital, o que na média chega a quase um fuzil por dia. Ainda não houve pesquisa sobre o armamento nas comunidades de Salvador, que ganhou UPPs semelhantes as do Rio no ano passado.

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR