Salvador: Câmara rejeita contas de 2009 e João Henrique está inelegível por oito anos

    86

    As contas de 2009 do prefeito de Salvador,  João Henrique (PP), foram reprovadas pela Câmara Municipal na madrugada desta quinta-feira (13). Com o resultado, o João Henrique fica inelegível por oito anos. A votação ocorreu durante a sessão iniciada nesta quarta-feira (12), que também apreciou projetos polêmicos como mudanças na Lei de Ordenamento do Uso do Solo do Município (Louos) e no Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU). Com voto secreto, 15 vereadores votaram pela reprovação e 25 pela aprovação das contas. João Henrique precisava de 28 votos ao seu favor. Apenas o vereador Gilberto José (PDT) não votou. Ele esteve na Casa, mas saiu antes que a votação começasse. O líder do governo Téo Senna (PTC) argumentou que os vereadores Aladilce (PcdoB) e Gilmar Santiago (PT) filmaram ou fotografaram o próprio voto, o que comprometeria o processo, que é sigiloso. Contudo, o presidente da Câmara, Pedro Godinho (PMDB) não acatou o protesto. Téo Senna alegou que irá solicitar a fita da sessão para comprovar a sua afirmação. As contas de 2010 não foram votadas nesta quinta por falta de quórum, já que boa parte da bancada governista deixou o plenário após o resultado. Elas podem ser apreciadas já na segunda-feira, caso haja acordo entre os edis.

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR