Salvador: Cinco vereadores deixam time de Pelegrino

    50

    O QG da campanha do petista Nelson Pelegrino teve que atuar durante todo o dia desta quarta, 5, para evitar o que seria a sexta baixa da campanha do petista entre os vereadores que fazem parte dos partidos da coligação “Todos Juntos por Salvador”.

    Acusando o PT de não dar apoio à campanha dos partidos aliados, o vereador Orlando Palhinha (PP) anunciou na tarde desta quarta que deixaria a campanha de Nelson Pelegrino para seguir neutro em relação à eleição majoritária. No início da noite, contudo, ele afirmou que optou por adiar a  decisão para a próxima terça-feira, depois de pedido do deputado federal João Leão (PP). Apesar de ter uma coligação formada por uma ampla aliança de 15 partidos, o candidato petista Nelson Pelegrino já conta com pelo menos cinco vereadores dissidentes na sua campanha.

    Pelo arco de alianças formado, o petista deveria contar com o apoio de 25 dos atuais 37 vereadores que disputam a reeleição para a Câmara Municipal. Contudo, dois vereadores seguiram na contramão dos seus partidos e assumiram apoio a ACM Neto: Téo Senna (PTC) e Léo Kret (PT). Outros quatro se declaram neutros, mesmo com seus partidos apoiando Pelegrino. São ele Tenente Mustafa (PT do B), Alemão (PRP), Jorge Jambeiro (PP) e, agora, Orlando Palhinha. A falta de identidade com a candidatura petista e a falta de apoio financeiro para as campanhas proporcionais dos demais partidos da aliança são  principais motivos apontados pelos vereadores para a debandada.  Leia mais no A Tarde.

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR