Simões faz ponderações sobre denúncia de irregularidades entre Governo do Estado e ONG’s

    51

    O líder do PMDB/DEM na Assembleia Legislativa, deputado Luciano Simões, explicou que a irregularidade nos convênios celebrados pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) com Ong’s, no valor de R$ 125 milhões, corresponde à falta dos nomes e da localização das associações que serão beneficiadas. O parlamentar também esclareceu que, apesar de muitas entidades possuírem projetos de utilidade pública tramitando na Casa, os deputados não possuem nenhuma responsabilidade sobre esses convênios. Como exemplo, Simões citou o Centro de Estudos Socio-ambientais da Bacia do São Francisco (Cesab), que apresenta projeto de utilidade pública de autoria do deputado federal Waldenor Pereira (PT). 

    “O deputado não tem nada haver. O convênio é entre a Sedes e a associação. A condenação que fiz é que esse convênio deveriam ter publicidade para se conhecer as partes. Não se faz uma publicação dessa no Diário Oficial sem dizer de onde é a entidade, o que fez, o que faz e o que deixou de fazer. Se existe um órgão que tem competência para exercer o serviço de recursos hídricos, que é a Cerb, porque se dá a uma associação e o pior, sem nem conhecer de onde ela é”, indagou Luciano Simões. 

    Fonte: Assessoria de Comunicação

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR