Vitória empata fora de casa com o Joinville e fica a um ponto do acesso

    52

    O São Caetano não venceu dentro de casa e ajudou. Faltava o Vitória fazer a parte dele. O que não aconteceu. Com gol sofrido aos 43 minutos do segundo tempo, o rubro-negro baiano empatou com o Joinville em 1 a 1 na tarde deste sábado (17), na Arena Joinville, e agora depende de apenas um ponto para voltar à elite do futebol brasileiro.

    A próxima partida do leão será no sábado (24), no Estádio Manoel Barradas, contra o Ceará.

    Primeiro tempo
    A partida, com menos de dez minutos, já proporcionou um grande problema para o treinador do Vitória, Paulo César Gusmão. O volante Michel se queixou de dores e foi substituído por Rodrigo Mancha.  A mudança não surtiu efeito no equipe no começo da partida. O que quase complicou o rubro-negro baiano foi um erro individual. O lateral-esquerdo Gilson deu a bola de presente para Eduardo. O camisa 2 foi até a linha de fundo e cruzou para área. De letra, o centroavante finalizou pela linha de fundo.

    O Vitória não se intimidou. Aos 14, Nino Paraíba cruzou e, de primeira, Willie encheu o pé e acertou a rede, mas pelo lado de fora. Foi o primeiro bom lance do time baiano pelas laterais do campo. Aos 16 minutos foi a vez do goleiro Ivan dar uma de líbero. O camisa 1 do Joinville antecipou ao lançamento feito para William, evitando que o centroavante conseguisse o domínio.

    Vitória cresce e abre o placar
    O ímpeto do time da casa caiu e o leão cresceu. Aos 22, o volante Fernando Bob foi derrubado perto da grande área. Na cobrança da falta, o meia Pedro Ken bateu para fora, mas assustou o goleiro Ivan. Se de um lado o centroavante do Joinville, Lima, deixava o campo, do outro o camisa 9 do Vitória deixava sua marca. William, aos 27, recebeu bom lançamento de Gilson, teve tranquilidade de frente com o goleiro Ivan e só tocou para o fundo do gol, por entre as pernas. Na comemoração, o jogador homenageou o ex-atleta Alex Alves, cremado na última quinta-feira (15) em Salvador.  O resultado, aliado ao empate do São Caetano dentro de casa, confirmava o retorno à Série A.

    Os catarinenses tentaram esbouçar a reação, sem sucesso. Aos 31, o volante Leandro Carvalho bateu, de dentro da área, mas o chute pegou no zagueiro Gabriel Paulista e saiu para escanteio. O rubro-negro, depois do gol, recuou um pouco mais a marcação em busca do contra-ataque. Aos 40, o time da casa assustou. O volante Glaydson encheu o pé e o goleiro Deola fez boa defesa.

    Segunda etapa A fome de gols de William não foi saciada no primeiro tempo. No início da segunda etapa, o centroavante bateu de fora e assustou o goleiro Ivan. O Vitória chegou ao ataque, mais uma vez, aos 8 minutos. Willie bateu e o camisa 1 do Joinville defendeu com tranquilidade. Do outro lado, o meia William arriscou de fora e acertou em cheio o peito do zagueiro Victor Ramos.

    São Caetano marca e adia retorno
    Aos 15 minutos, o sonho rubro-negro de voltar à primeira divisão era adiado para última rodada. Em São Caetano, o time da casa abriu o placar sobre o Goiás, com gol do atacante Danielzinho. De volta à Arena Joinville, o treinador Paulo César Gusmão colocou Tartá no lugar do centroavante William, dando mais velocidade ao time. Coincidentemente, depois da alteração rubro-negra, o Joinville ganhou fôlego. O posicionamento do time baiano, à espera do contra-ataque, também não colaborou para conter o ímpeto dos mandantes. Aos 23, o atacante Jean Carlos recebeu bom lançamento, tentou o drible e complicou sozinho.
    Resultados colocam o Vitória na elite
    O Joinville foi chegando aos poucos. Aos 27, o volante Ricardinho finalizou de fora e acertou o poste do goleiro Deola. Pressão do time da casa. Aos 29, após cobrança de escanteio, o centroavante Jean Carlos teve a chance de deixar tudo igual e chutou em cima do lateral-esquerdo Gilson.

    Em São Caetano, o Goiás chegou ao empate e animou o Vitória que, neste momento, estava de volta à Série A. Aos 29, o meia Tartá tentou  passar pelo goleiro Ivan, mas foi desarmado. Em seguida foi a vez de Nino Paraíba assustar. O camisa 2 bateu da entrada da área e arqueiro catarinense segurou firme. O Vitória se aproximou do segundo gol nos minutos finais. Aos 39, o meia Tartá puxou o contra-ataque rápido, mas, na hora do chute, pegou fraco na bola e jogou para fora. Um minuto depois, Pedro Ken fez boa jogada e chutou para boa defesa de Ivan.

    Joinville empata
    Quem não faz, toma. Em São Caetano, o time da casa despediçava um pênalti o que ratificava o leão na elite. No entanto, aos 43 minutos, o time baiano vacilou feio e levou o empate. O zagueiro Victor Ramos falhou na marcação e deixou o volante Leandro Carvalho sozinho. O jogador do Joinville bateu e deixou tudo igual. O rubro-negro ainda teve uma grande chance de vencer. Aos 46, o atacante Marcelo Nicácio bateu e Ivan salvou. (Bahia Notícias)

    ....

    Veja Também

    COMPARTILHAR