1 milhão de brasileiros voltaram para a miséria apenas em 2013

fomeAproximadamente um milhão de brasileiros voltaram à miséria apenas em 2013, um boletim com os dados foi divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nesta quinta-feira (16). Segundo os dados, o percentual de famílias em pobreza extrema subiu de 3,63% (7,2 milhões de pessoas) em 2012 para 4,03% (8,1 milhões, de pessoas) em 2013. Foi a primeira alta desde 2015. Para o Ipea, a recessão e o ajuste fiscal são ameaças às políticas sociais do governo.

O número, apesar de pequeno do ponto de vista estatístico, não deve ser desprezado, acredita o Ipea. “Na discussão em torno da leitura dos resultados desta pesquisa, alguns analistas argumentaram que a variação da taxa da pobreza extrema foi muito pequena, não sendo, portanto, estatisticamente relevante. Variações de magnitudes similares nos anos anteriores foram comemoradas como avanços na redução da miséria”, avalia o boletim.

Na pesquisa, o Ipea citou que o principal motivo para o aumento da miséria foi a ausência de correção monetária dos benefícios do programa Bolsa Família entre 2011 e 2014. “O último reajuste dos benefícios ocorreu em abril de 2011. A inflação acumulada entre o último reajuste e o atual é de 20,43%, portanto bem superior ao reajuste concedido”, cita.

Em maio de 2014, o governo anunciou um reajuste do benefício básico do Bolsa Família em 10%, passando de R$ 70 para R$ 77 mensais. O aumento, porém, focou nas pessoas em condição de pobreza extrema, não elevando o valor de quem ganha mais. (Foto: Reprodução/Jarbas Oliveira)