18 cidades baianas podem decretar estado de emergência por causa das chuvas, diz Defesa Civil

49634-2Mais de dez municípios da Bahia podem decretar estado de emergência por causa das chuvas ocorridas na região do extremo sul do estado. Segundo o superintendente da Defesa Civil, Salvador Brito, pelo menos 18 cidades podem decretar estado de emergência na Bahia. Em reunião realizada na noite de quinta-feira (28), representantes dos municípios foram orientados pela superintendência da Defesa Civil para elaborar relatórios adequados para análise da situação de emergência de cada cidade.

De acordo com o superintendente, a concretização para o decreto de estado de emergência dos municípios depende do relatório de cada prefeitura a respeito da situação da cidade. “Estamos fazendo uma série de visitas para continuar o processo de informação e orientação dos municípios. Felizmente não temos vítimas fatais decorrente das chuvas, mas ainda há um contingente de pessoas que está fora de casa devido à situação de risco em alguns lugares”, disse Salvador Brito.

Segundo ele, a chuva ocorreu em toda a extensão do extremo sul da Bahia, ao longo de toda faixa litorânea, até Salvador. As ocorrências variam de município para município. Salvador Brito informou que, durante a reunião, os representantes das cidades foram orientados a respeito da elaboração correta do relatório para que seja decretado o estado de emergência. “Não há nenhum município com situação de emergência declarada e reconhecida ainda. Os municípios ainda estão elaborando os relatórios para decretar a situação de emergência”, disse o superintendente da Defesa Civil.

Salvador Brito informou ainda que após a visita à cidade de Ituberá, onde foi realizada a reunião, ele seguirá para Itacaré, Camamu, Igrapiúna, Nilo Peçanha e Valença. O superintendente ainda disse que o trecho da BR-030, que dá acesso ao distrito de Barra Grande, cedeu por causa da chuva. O acesso ao local está sendo feito apenas por barco. “Nós temos uma rodovia federal, a BR-030, que tem um trecho não pavimentado que liga o município de Maraú a Barra Grande. A água rompeu essa estrada e o acesso via terrestre para Barra Grande está interditado. O DENIT já foi acionado a respeito dessa situação para restabelecer a pista e liberar a via”, informou

Fonte: G1.