Absurdo: Após estuprar mulher em hotel de Salvador, homem faz vítima pagar conta

Alessandro Santos da Silva estuprou mulheres em Salvador - foto - marcelo castroNa noite da última quinta-feira (27), investigadores da 9ª Delegacia Territorial (DT/Boca do Rio) prenderam Alessandro Santos da Silva, de 30 anos, acusado de estupto, num dos quartos do Hotel Rodoviária, em Salvador. Ele permanecia escondido desde a semana passada, depois que roubou e estuprou uma mulher em outro hotel na região de Pernambués.

Segundo informações divulgadas pela polícia, Alessandro a abordou numa praça do Imbui e mandou que ela pegasse em sua mão e caminhasse ao seu lado, fingindo ser sua namorada, pois estava armado e um comparsa mantinha-se nas proximidades pronto para atirar caso tentasse fugir.

O tempo todo sendo ameaçada, a mulher fez todo o trajeto, do Imbui ao Pernambués, a pé ao lado do estuprador que, antes de chegar à recepção do hotel, ordenou que ficasse calada, pois a última pessoa que reagiu, naquele local, foi alvejada pelo comparsa. A vítima disse que em nenhum momento viu a arma, obedecendo todas as ordens por estar com muito medo.

Em seu depoimento à delegada Isaltina Faustina dos Santos, titular em exercício da DT/Boca do Rio, Alessandro disse que não tem uma profissão e que vive de biscates. Confirmou ter cometido o crime, assumindo que obrigou a vítima a comprar, com o cartão de crédito dela, um aparelho celular, e sacar dinheiro em um caixa eletrônico.

A delegada disse que é possível que Alessandro tenha praticado outros estupros na região e, aguarda que vítimas compareçam à unidade policial para reconhecê-lo. Segundo ela, o estuprador assumiu a autoria de um ataque ocorrido, também recentemente, na região do Jardim de Alah, quando além de roubar, ainda espancou a vítima.

A vítima do Imbui, que fez o registro de queixa na DT/Boca do Rio, acompanhada da mãe, já reconheceu Alessandro como o homem que a sequestrou. Ele foi autuado por estupro e roubo mediante sequestro, sendo encaminhado ao Núcleo de Prisão em Flagrante, no Complexo Prisional da Mata Escura. (Bocão News)