Advogada é abusada por passageiro enquanto cochilava em ônibus interestadual na Bahia

299396_102164446558692_178208528_nA advogada e professora universitária Luana Rosário foi vítima de abuso sexual dentro de um ônibus interestadual. Em seu perfil no Facebook, ela relata que o passageiro que estava sentado ao seu lado colocou a mão dentro da sua blusa, entre a cintura e cós da calça. O fato ocorreu na madrugada da última segunda-feira (9), quando Luana viajava de Salvador para Itabuna.

Luana disse que foi até a cabine do motorista e pediu para que ele parasse em algum posto policial para registrar a ocorrência.

— Nunca me senti tão vulnerável. Durante todo o tempo, desde o momento em que um estranho tocou em meu corpo sem minha autorização, durante a exposição a que me submeti com a minha fala e com tudo o que seguiu adiante.

Segundo a vítima, o motorista parou no posto da PRF (Polícia Rodoviária Fedral) de Gandu, mas os policiais a informaram que na cidade não tinha plantão da Polícia Civil e teriam que registrar a queixa no município de Itabuna.

— O agente me perguntou se algo na minha bolsa tinha sido roubado, ao que eu respondi: ele passou a mão em mim! Isso é pouco?

Em seu perfil no Facebook, a vítima conta ainda que em Itabuna não havia delegado plantonista.

— A primeira alegação feita pelos agentes foi da incompetência pela territorialidade, comentários vagos sobre ausência de testemunha ocular do fato, ausência de prova material do delito ou incapacidade de se fazer perícia. Além da violência do abuso, eu tive que lidar com uma série de violências sucessivas decorrentes do despreparo dos agentes de Estado para lidar com a violência contra a mulher. (fotos reprodução Facebook)

bahiaprofessora
………………..