Alunos da UFBA espalham placas ironizando violência na Bahia

placa-6Alunos da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (Ufba) encontraram uma forma criativa de protestar contra a falta de segurança nas imediações da instituição de ensino, localizada no bairro da Graça, em Salvador. Devido aos constantes assaltos, os estudantes espalharam placas ironizando a violência pelas ruas da Paz e Conde Filho.

A estudante Karol Freitas, do oitavo semestre, conta que a colocação das placas foi uma iniciativa de três alunos. “É uma forma de chamar a atenção, porque aqui tem assalto praticamente todo dia, e na porta da faculdade”, afirma.

placa-1_1Segundo a aluna, os assaltos ocorrem tanto durante o dia quanto à noite. “Não tem horário específico pra acontecer. E eles assaltam tanto quem anda a pé ou de carro. A polícia passa por aqui, mas como a viatura não pode ficar parada na faculdade, os assaltantes aproveitam. Muitas vezes a polícia acaba de passar e tem assalto”, conta.

Em uma das placas, colocada na rua Conde Filho, está escrito: “Rua Conde Drácula – beijo do vampiro garantido. Aqui, ou você é multado ou seus bens são levados”. Na mesma via, outra placa diz: “Perigo! Zona de: Furto, Roubo, Sequestro Relâmpago”.

A Ufba informou, por meio da assessoria de comunicação, que investe em segurança e que 700 homens (entre vigilantes e porteiros) atuam em todos os campus da instituição na capital.

placa-5Além disso, a universidade afirma que dispõe de 535 câmeras e uma central de monitoramento, mas esclarece que não é a responsável pela segurança do lado de fora da instituição.

De acordo com a Polícia Militar, a 11ª Companhia Independente (CIPM) realiza rondas constantes na área externa da UFBA e intensifica o policiamento nos horários de maior fluxo de estudantes.

Conforme a PM, segundo dados do Centro de Documentação e Estatística Policial (Cedep), houve uma redução do número de ocorrências no local – no ano passado foram registradas 8 ocorrências, e em 2014 foram duas.

A PM também ressalta que participou de todas as reuniões solicitadas pela diretoria da UFBA e apresentou propostas conjuntas para a melhoria das ações de segurança pública.

Stella Maris

No último mês de outubro, moradores da rua Alameda Praia do Flamengo, no bairro de Stella Maris, em Salvador, também espalharam placas para sinalizar o risco de violência na região. Os avisos, no entanto, acabaram misteriosamente desaparecendo do local.

De acordo com publicitário que confecciou os alertas, as placas estavam sendo vistoriadas pelos moradores da região com periodicidade, mas acabaram sendo retiradas em um intervalo de tempo de 30 minutos em que não estavam sob observação dos residentes da localidade. (G1/BA)