Após apanhar por ser parecido com Lula, fotógrafo fala sobre confusão

83468160-e204-11e4-b28c-a3acb8ad1c8a_fotolulaDurante as manifestações contra o governo de Dilma Rousseff (PT) deste domingo (12), um fotógrafo foi agredido física e verbalmente  por ser parecido com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Beto Novaes, profissional do jornal Estado de Minas, diz que normalmente é abordado por pessoas que pedem para tirar foto com ele e, durante a manifestação, uma senhora de Brasília pediu para tirar uma foto, de acordo com o jornal O Tempo. Então, um grupo de cerca de quatro rapazes o cercou. “Eles começaram a me empurrar, me deram um chute na coxa e pediram para eu sair”, relata Beto.

Mesmo com o crachá do jornal no pescoço, os agressores continuaram a insultá-lo até que o fotógrafo teve que deixar o local. “Me disseram que eu não estava trabalhando, mas que tinha ido à manifestação fantasiado de Lula”, conta Beto que, em 30 anos de fotojornalismo afirma nunca ter vivido um episódio como o do último domingo.