Após criarem rua para a Argentina, brasileiros choram com eliminação e garantem que agora vão secar o Brasil

Rua da Argentina encerrou sua participação na torcida por Messi, Mascherano, Di María e do time de Sampaoli na Copa do Mundo na Rússia. A derrota para a França, por 4 a 3, que eliminou a seleção albiceleste, atingiu em cheio os moradores do bairro Real Copagre, zona Norte de Teresina.

Eles criaram um espaço em homenagem aos hermanos no Mundial, além de um protesto contra a corrupção – e a torcida, não deu muito certo. Agora, sem a Argentina no Mundial, a torcida será outra: secar pela desclassificação do Brasil no torneio.

Foto: Stephanie Pacheco

As emoções variaram ao longo da partida alucinante, que teve duas viradas e show de Mbappé. Griezmann abriu o placar de pênalti, e Di María empatou. Mercado virou o jogo, e os torcedores da Rua da Argentina explodiram. Mas aí, em 11 minutos, a alegria se dissolveu na zona Norte de Teresina: Pavard e dois de Mbappé marcaram o 4 a 2. Nem mesmo o gol de Agüero, nos acréscimos, levantou o ânimo dos hermanos-piauienses.

Foto: Stephanie Pacheco
Foto: Stephanie Pacheco
Foto: Stephanie Pacheco
Foto: Stephanie Pacheco
Foto: Stephanie Pacheco
Foto: Stephanie Pacheco

E agora?

Como forma de protesto por conta dos 7 a 1 sofrido pelo Brasil no Mundial de 2014 e também por conta da atual situação econômica e política do país, moradores se mobilizaram e criaram um ponto de apoio ao time de Messi. A Rua da Argentina, com pinturas nas cores azul e branco, ficou famosa pelo protesto inusitado, além de esquentar o clima de rivalidade em solo brasileiro, com direito a brincadeira e zoações. Cada morador deu R$ 25 para o projeto.

Apesar da eliminação, o protesto continua.

– A Argentina pode pegar de 10 ou até mil, mas o protesto está feito. Essa era a ideia. Eles (jogadores) mesmo que não se ajudaram. A gente fez de tudo e agora é só decepção e tristeza – comentou o morador Francisco das Chagas.

Foto: Stephanie Pacheco

– Vamos continuar sendo Argentina. Não vamos mudar de seleção. Vamos assistir, agora é torcer contra o Brasil. Estou triste, você está vendo. É bola para frente – lamentou Raimundo Júnior, um dos idealizadores da Rua da Argentina.

Fonte: G1

....

COMPARTILHAR