Após forte chuva, cidade baiana de Iaçu decreta estado de calamidade pública

    iacu05Depois de um período de seca, a cidade de Iaçu, a 287 km de Salvador, voltou a sofrer, desta vez com as fortes chuvas que atingiram a cidade no domingo (20). Nesta segunda-feira (21), o prefeito Nixon Duarte (PMBD) decretou estado de calamidade pública.

    A chuva caiu por apenas 2 horas na cidade, mas gerou uma enxurrada muito forte que deixou um rastro de destruição por onde passou – o nível de riachos que cortam a cidade e do rio Paraguaçu subiu. Vinte casas sofreram desabamento e outras trinta foram interditadas pela Defesa Civil. Além disso, 15 km dos trilhos da ferrovia Centro Atlântica foram danificados pela enxurrada. O trem não está passando – ele é usado especialmente para transporte de minério até o Porto de Aratu. Pelo menos 100 pessoas estão desabrigadas e são mantidas no ginásio de esportes do município, também sofrendo com pequenos alagamentos.

    iacu10“Nós entramos com decreto agora emergencial, nós estamos tomando todas as providências cabíveis, a prefeitura tá em campo, limpando, cadastrando as famílias, vamos amparar nosso povo, não vamos deixar faltar nada para nosso povo”, declarou à TV Bahia o prefeito Nixon. A Defesa Civil do estado deve analisar o pedido do prefeito para então decretar estado de emergência.

    Calçamentos e canteiros foram arrancados e pelo menos dois veículos ficaram atolados por conta das chuvas. Um carro foi arrastado para um canal de drenagem.

    No sábado (19), a chuva deixou várias ruas alagadas na cidade de Brumado, a 555 km de Salvador. Outras cidades como Utinga e Saúde foram atingidas por fortes chuvas neste sábado também.

    Na avenida Centenário, em Brumado, os veículos tiveram dificuldade para trafegar diante do acúmulo de água. Na rua Luiz da Gama, algumas casas chegaram a ser alagadas.  Perto da ponte Rio do Antonio, também muita água ficou concentrada e impediu os veículos de trafegarem nas proximidades.

    iacu11Em Utinga, moradores relatam ter ficado sem energia por um dia desde o começo da chuvam ainda na sexta.

    Na cidade de Saúde, casas foram destelhadas com os fortes ventos e a força da água.  A BA-131, que dá acesso à cidade, foi interditada por 2 horas por conta da chuva. O muro de uma escola desabou e uma igreja e uma escola ficaram completamente alagadas.

    Em Itaberaba, no domingo, a chuva causou alguns transtornos. Com a força da água, árvores caíram – o mesmo aconteceu com a cobertura de um posto de gasolina, que foi ao chão com o vento forte e a chuva.

    Informações do Correio