Após humilhação, 14 jogadores deixam o Bahia junto com Paulo Angioni e o técnico Joel Santana

    bc2x5vzhjlnmpqxzby905ola9A diretoria do Bahia passou a segunda-feira reunida, de portas fechadas, no Centro de Treinamentos do Fazendão. Os resultados saíram já no início da noite, através de nota divulgada pela Assessoria de Imprensa do Tricolor, confirmando mudanças radicais no grupo às vésperas da estreia na Série A do Campeonato Brasileiro, dia 25 de maio, contra o Criciúma, em Santa Catarina.

    No início da tarde o Bahia já confirmava o afastamento do Gestor de Futebol, Paulo Angioni, do gerente André Araújo e do técnico Joel Santana. Á noite chegou a informação da assessoria com o afastamento de 13 jogadores, que não vestem mais a camisa do Tricolor.

    Além disso, o goleiro Marcelo Lomba foi “poupado” dos próximos jogos contra Luverdense e Vitória, que segundo explicações da assessoria, uma medida adotada para preservar o atleta, que está sendo alvo de protestos da torcida. Durante a goleada do último domingo, Lomba foi vaiado e a torcida pediu em coro a substituição dele por Omar, revelado pelas categorias de base do clube.

    Os atletas Dudu, Magal, Ryder, Thuram e Thiago Bonfim, que têm contratos se encerrando em breve, não terão seus vínculos renovados. Os atletas Danny Morais, Erick, Matheus, Pablo, Lucas, Jéferson, Lucas Calo Lenine e o argentino Paulo Rosales também estão fora dos planos do clube.

    Paulo Angioni chegou ao Bahia em abril de 2010 e contratou mais de 100 jogadores, com custo total de R$ 100 milhões. O ex-dirigente emitiu nota pública de despedida dizendo “Acredito que tenha deixado um legado no clube, já que ajudei a recolocar o clube na Série A do Brasileiro e conquistamos um campeonato estadual, depois de 11 anos sem títulos” informa alguns trechos da nota.

    Joel Santana estava há 29 dias no comando da equipe, desde o empate contra o Vitoria da Conquista na 5ª rodada do Campeonato Baiano. Foi a 4ª passagem de Joel pelo tricolor, esta última, o ex-treinador acumulou três empates, duas derrotas e dois triunfos pelo Estadual.  (Tribuna da Bahia)