Após jogador do Vasco tentar se matar, presidente solta o verbo “problema dele”

Bernardo_Patricia_InstagramNo olho do furacão por conta da acusação de agressão à ex-namorada, Patrícia Mello, o meia Bernardo voltou a se envolver em problemas mesmo após a suspensão que recebeu do Vasco. Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram o jogador com uma faca no pescoço e no punho, além de uma conversa no Whatsapp com a amada.

O meio-campista cruzmaltino teria enviado as fotos para Patrícia como forma de ameaça à própria vida caso ela terminasse o relacionamento com ele. No ‘print’ da conversa é possível ver que a moça rechaça a proposta ao escrever: “Me deixa em paz. Eu não quero mais você. Me deixa. Acabou. Chega, chega disso tudo”. Tudo isso de acordo com publicação do jornal ‘Extra’.

eurico-miranda-aguarda-apuracao-dos-votos-das-eleicoes-para-presidente-do-vasco-1415760318898_956x500Diante de tantos escândalos envolvendo o meia Bernardo, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, não teve como fugir ao bombardeio de perguntas sobre a situação do jogador no clube, principalmente após suspensão de contrato pelo período de vinte dias.

“Isso é um problema dele. Se fosse relacionado a outros fatos, ele até teve apoio dos advogados do clube. Eu sempre fui adepto de uma filosofia diferente: o problema que o jogador faz fora do ambiente do trabalho, desde que não comprometa a instituição e não traga reflexos à sua produção, eu não tenho nada com isso. O problema de relacionamento é de natureza pessoal. Ele teve o contrato suspenso por problema comportamental. É por 20 dias. Por este tempo, não tem relação. O problema comportamental é no geral, atinge fora e dentro do clube”, declarou o cartola em entrevista à rádio carioca ‘O Dia’.