Até o Réveillon, Wagner muda 5 secretários

100

340x255_1374748Até o dia 31 deste mês, o governador Jaques Wagner deve modificar o comando de cinco secretarias por conta das eleições no próximo ano.

O número de mudanças poderá ser maior, caso os convites a deixar o cargo se estendam também a integrantes de cargos do segundo escalão.

Os prazo e os critérios para a saída devem ser confirmados pelo governador até amanhã, diz o secretário de Relações Institucionais, César Lisboa.

Segundo ele, a conversa, que deveria ter acontecido ontem, foi adiada por conta da mobilização para amparar os moradores de Lajedinho, atingido por um temporal.

“A proposta do governador é que se antecipe a saída prevista pela legislação eleitoral para o dia 31 deste mês para todo mundo que for candidato”, diz Lisboa.

Os únicos que poderão permanecer nos cargos são os candidatos a cargos na chapa majoritária.

A medida deverá dar mais tempo nos cargos ao secretário-chefe da Casa Civil, Rui Costa, indicado pelo PT ao governo, e ao vice-governador Otto Alencar na secretaria de Infraestrutura do estado.

Reforma administrativa

Apesar de as mudanças atingirem quase 20% das 26 secretarias estaduais, o governo rejeita a ideia de que fará uma reforma na administração do estado.

“O desenho das relações partidárias praticamente não vai mudar. A única exceção será o caso do Turismo, com a saída de (Domingos) Leonelli”, diz César Lisboa.

O secretário Domingos Leonelli, do PSB, deixa o governo porque a presidente do partido dele no estado, a senadora Lídice da Mata, é pré-candidata ao governo.

Outro que vai sair, neste caso para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa, é o secretário da Agricultura, Eduardo Salles, do PP.

“É a única mudança envolvendo nosso partido”, diz o presidente do PP baiano, o deputado João Leão.

O PP vai apresentar ao governador dois nomes que já integram a Seagri: o chefe de gabinete, Jairo Carneiro, e o superintendente de atração de negócios, Jairo Vaz.

Do PT, partido de Wagner, são citados “oficiosamente” como candidatos os secretários de Comunicação, Robinson Almeida, da Saúde, Jorge Solla, e do Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Moema Gramacho.

O presidente eleito do partido no estado, Everaldo Anunciação, diz que o partido aguarda as definições do governador Jaques Wagner. “Os cargos são do governador Jaques Wagner. A escolha dos nomes que saem e dos nomes que entram é dele”, diz o presidente do partido.

A Tarde

....