Bahia fecha o ano de 2013 com 193 ataques a bancos

ataque_terminal_itau_imbui_2A Bahia continua a figurar entre os estados com o maior número de ataques às agências bancárias.

O Estado fechou o ano de 2013 no quinto lugar no país em ocorrências. A Bahia perde apenas para São Paulo, líder do ranking, Minas Gerais (segunda posição), Paraná e Mato Grosso, terceiro e quarto lugar, respectivamente.

No ano passado, foram 193 registros em toda a Bahia. No interior, onde a vigilância é ainda mais frágil, a recorrência é maior, com 150 casos. Salvador tem 43. As explosões têm a preferência das quadrilhas especializadas (100 ocorrências). Os assaltos surgem depois (38). As tentativas frustradas e os arrombamentos somam 28 e 27, respectivamente.

As cenas dos ataques são as mais assustadoras possíveis. Tiros para o alto, funcionários feitos reféns, explosões cinematográficas. Situações capazes de traumatizar os bancários, que trabalham diariamente em clima de insegurança. Os últimos ataques aconteceram na terça-feira (31/12), na cidade de Marcionílio Souza, a 336 km de Salvador, e em Periperi, na capital baiana. Em ambos os casos, os caixas eletrônicos foram explodidos por bandidos.

O ano de 2014 começa e trabalhadores e clientes esperam que as organizações mudem a postura e olhem com atenção para a segurança bancária. A Lei 7.102/83, que regulamenta as obrigações dos bancos, é defasada e nem sequer é cumprida. Enquanto isso, a insegurança faz mais vítimas.

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia