Bahia reforça combate à exploração sexual de crianças e adolescentes

    image_previewUma campanha da Secretaria Estadual do Turismo (Setur) lançada nesta terça-feira (19), em Salvador, vai reforçar o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes na capital baiana, Ilha de Itaparica e Mata de São João. A iniciativa envolve profissionais do setor de turismo baiano.

    “Queremos conscientizar os profissionais que trabalham em receptivos, levar a campanha para dentro dos hotéis e pousadas dessas localidades. Este é um projeto piloto, mas a ideia é estender para outros municípios com grande fluxo de turistas, como Porto Seguro e Ilhéus”, afirmou a superintendente de serviços turísticos da Setur, Cássia Magalhães.

    Material de divulgação da campanha Não Viaje Nessa será distribuído. Até dezembro deste ano, 300 profissionais que trabalham com turismo vão participar de curso. Eles serão capacitados para identificar e denunciar os delitos, principalmente em megaeventos esportivos (Copa das Confederações e Copa de 2014) que serão sediados na Bahia, segundo o chefe de gabinete da Setur, João Carlos Oliveira.

    A ação é uma parceria entre o Estado, trade turístico, Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca), Ministério Público e Polícia Militar.

    “O fato de a Bahia estar nos primeiros lugares em casos de denúncias não quer dizer que tenhamos o maior número de crimes. Isso decorre da eficiência de nossas campanhas ao longo desses anos, que motivam essas denúncias. Agora, os profissionais do setor de turismo, taxistas, entre outros, vão servir como sensibilizadores dos colegas e repassadores dessa campanha”, disse o coordenador-executivo do Cedeca, Waldemar Oliveira.

    Ele ressaltou também a participação da população baiana no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes e informou que as denúncias podem ser feitas através do Disque 100.