Bahia se defende bem, mas fica pouco com bola e perde para o Grêmio

35106395132 b751ca16b5 kO gol de Bruno Cortez aos 40 minutos do segundo tempo foi um banho frio para o Bahia pela 6ª rodada do Brasileirão na noite desta segunda-feira (12). Gol que frustrou uma equipe que pouco sofria em termos defensivos na partida contra o Grêmio e estava próxima de segurar um resultado importante jogando fora de casa – seria o primeiro ponto longe dos seus domínios em três jogos realizados. Mas isso não quer dizer que o Esquadrão não flertou com o azar e deu margem para esse tipo de situação.

Com uma clara postura de se fechar atrás e buscar o contra-ataque – uma das principais armas do time na temporada -, o Bahia só conseguiu executar com precisão a primeira parte da estratégia. O time comandado por Jorginho fechou os espaços, dificultou as infiltrações do Grêmio, mas não conseguiu contra-atacar e ameaçar o adversário como vinha fazendo nas partidas na Arena Fonte Nova. E olhe que teve muita chance para isso, principalmente no primeiro tempo.

Com o time gaúcho em busca do resultado, o Bahia teve espaço e condição de contra-atacar e marcar o seu gol, mas erros de passe e decisões equivocadas na definição das jogadas impediram que isso se realizasse. O próprio técnico Jorginho admitiu, na entrevista após o jogo, que faltou encaixar a transição ofensiva:

– A gente não conseguiu esses últimos passes finais, saíram nas costas dos jogadores. Não conseguimos encaixar o nosso forte, a transição ofensiva. O plantel é bom, grupo jovem, competitivo e comprometido com os objetivos do clube – disse Jorginho.

....