Bahia: Vaqueiro e filho de 13 anos são queimados e espancados até a morte durante assalto

    Um vaqueiro e o filho de 13 anos foram mortos de maneira violenta na madrugada de quinta-feira (10) durante um assalto a uma fazenda em um povoado de Itaguaçu da Bahia, a 544 km de Salvador, segundo informações da delegacia da cidade, que investiga o crime.

    José Pereira de Miranda, 44 anos, trabalhava na fazenda, que fica na zona rural do distrito de Várzea Grande. O filho dele, Patrício Menezes de Miranda, acompanhava o pai durante a semana e voltava para a casa da família, na região central do povoado, somente aos finais de semana.

    Segundo a polícia, os ladrões invadiram a fazenda no final da noite de quarta-feira, quando só estavam no local o vaqueiro e o filho. Eram três bandidos, que roubaram animais e uma certa quantia de dinheiro. Como eles conheciam o vaqueiro, resolveram matá-lo para não serem reconhecidos. O crime teve requintes de crueldade. “Eles queimaram, espancaram, pegaram uma barra de concreto, vigas de concreto, e bateram nos rostos dos dois, desfiguraram completamente pai e filho”, conta a delegada Ariadne, responsável pela investigação.

    O crime foi descoberto pela manhã por outro filho do vaqueiro, que encontrou o pai e o irmão mortos. Ele acionou então a polícia.

    Na fuga dos bandidos, a S10 em que eles estavam quebrou e eles não conseguiram levar os animais. Um dos suspeitos conseguiu fugir, mas outros dois foram presos. “O carro quebrou na estrada e eles foram apanhados. A polícia reconheceu o veículo porque já tinha sido visto anteriormente e já se sabia mais ou menos de quem era”, acrescenta a delegada.

    Estão presos na 14ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Irecê) Jorge Carlos dos Santos e um outro suspeito que forneceu nome falso para a polícia e ainda não foi corretamente identificado. Os dois confessaram o crime. O terceiro envolvido, José Roberto Pereira dos Santos, está foragido.

    Todos serão indiciados por latrocínio.

    Correio