Baiana de Riachão que teve foto íntima vazada por sobrinho desabafa: “Divulgaram a foto falsa”

Foto_-ritra_-certaA história da tia que teve uma foto íntima vazada acidentalmente por uma criança, seu sobrinho, tomou grandes proporções e se espalhou rapidamente pelas redes sociais. Nesta sexta-feira (06), Rita Pires, produtora de eventos de Riachão do Jacuípe, procurou o VN para explicar que ela é a protagonista da história e esclarecer que a foto espalhada no WhatsApp é falsa.

“Percebi que havia a minha história estava sendo divulgada com a foto de outra pessoa. Um advogado me alertou que essa pessoa poderia inclusive me processar alegando que eu usei a foto dela e espalhei”, disse, ao explicar que o áudio em que pede desesperadamente foi espalhado associado com uma foto falsa, em que outra mulher aparece nua. “Na foto falsa, tem uma mulher nua. Na minha foto eu estou de camisola”.

Rita explicou que a foto vazou no sábado (23) e na semana seguinte se espalhou rapidamente pela cidade e municípios vizinhos. “Mandei para meu namorado, mas deixei na galeria do meu celular. Dei meu celular no domingo pra meu sobrinho brincar, mas ele entrou em um grupo de WhatsApp e mandou várias fotos, inclusive essas. Tentei desligar a internet, mandei um áudio pedindo para que as pessoas apagassem a foto”, explicou.

“Na terça-feira algumas pessoas começaram a me procurar e perguntar se era eu. Adelmário Coelho me ligou e disse que chegou no grupo de forrozeiros. E tinha gente me ligando dizendo que a foto chegou em grupo de advogados etc… Cada hora uma pessoa me ligando. Quando foi ontem, alguém me ligou de Itaberaba perguntando se era eu e dizendo que eu estava em todos os blogs da região da Chapada”, falou.

Rita explicou que procurou a imprensa para tentar esclarecer que tudo não passou de um acidente. “Comércio no interior é problema. As pessoas acham que fiz isso de propósito para aparecer. No interior me prejudicou bastante. Eu estou preocupada porque está tomando uma proporção absurda, não sei mais o que fazer. Não para. Cada hora é uma coisa”, completou. (*Com informações do Varela Notícias)