Baianas ainda fazem promessas a Santo Antonio para conseguir marido

baianasUma tradição de séculos, muitas vezes passada de mãe para filha, a devoção em Santo Antônio e a crença de que ele vai fazer com que a moça consiga um marido para casar. E com esta expectativa que muitas mulheres fazem promessa, participam de trezenas e de missas para pedir ao santo que realize o seu desejo de um bom casamento.

Ontem em uma missa matinal na Catedral Basílica, no Terreiro de Jesus, se encontrava a jovem Ilana da Conceição Pita Ramos, 22 anos, estudante de Direito. Embora já esteja namorando, ela confessou que reza sempre para Santo Antônio, mas não consegue fazer a simpatia que muitas mulheres fazem: de amarrar a imagem do santo e deixar de cabeça para baixo para que ele conceda a graça desejada.

“Acho muita maldade com o santinho deixá-lo amarrado e de cabeça para baixo. Acredito que se possa conseguir todos os pedidos ao santo, apenas  rezando, o que pode ser feito em casa ou na igreja”, aconselhou.

Já a professora Débora Castro Silva, 35 anos, que se encontrava na Igreja de São Francisco, no mesmo bairro, sempre participa de trezenas que acontecem em vários lugares da cidade, desde o início do mês de junho, e já fez muitas simpatias para o santo lhe conceder um bom matrimônio, até mesmo já o deixou de cabeça para baixo, dentro de um vaso com água.

“Desta vez cheguei até ao noivado, quando estava perto de casar acabou o romance, porque ele tinha sido transferido para outra cidade e a gente, devido à distância, não estava se entendendo mais. Mas não perdi a esperança de arranjar um marido”, contou, e, diante da indagação se o santo continuava de cabeça para baixo, disse sorridente: “Depois eu conto!”.

De mãe para filha

Uma tradição de mãe para filha foi o que revelou a manicure Solange Matos da Costa, 28 anos, que desde pequena já admirava a imagem do santo em sua casa. “Achava bonitinho aquele santinho com o menino no colo. Minha mãe explicava que era da mãe dela, minha avó já falecida, e que ambas eram devotas dele”, afirmou.

Solange disse que com o passar dos anos, já mocinha, a mãe lhe explicou que o santo era casamenteiro e que se acreditasse mesmo poderia fazer promessa para ele. “Nunca fiz nenhuma simpatia, só acendia vela e rezava para que ele fizesse com que eu conhecesse uma pessoa legal. Estou já de namoro sério há um ano, parece que o noivado vai ser no Dia dos Namorados”, revelou alegre.

Santo Antônio nasceu em Lisboa por volta do ano de 1195. Ele era um evangelizador de famílias, mas a crença de que o santo era capaz de tornar realidade o sonho de se casar começou quando uma jovem muito pobre pediu a bênção do então Frei Antônio porque não conseguia realizar o casamento devido à baixa condição financeira.

A família da moça não tinha dinheiro para pagar o dote, pois naquela época era obrigatório, e as vestimentas para a cerimônia e o enxoval. O frei abençoou a moça e pediu que confiasse, pois receberia as doações e a solidariedade necessária para a realização do casamento. Algum tempo depois, a jovem recebeu em casa tudo aquilo que precisava e conseguiu se casar.

O fato fez com que se espalhasse pelo mundo inteiro a notícia de que Santo Antônio arranjava casamentos. E desde então as mulheres passaram a acreditar se não conseguissem o marido deveriam castigar o santo para que ele, pressionado, as ajudasse a realizar o seu sonho.

Simpatias conhecidas

Uma das simpatias mais conhecidas é de que a moça que quiser arranjar um namorado deve comprar uma pequena imagem do santo e tirar o Menino Jesus do colo do religioso, dizendo que só devolverá quando conseguir um namorado, ou ainda, virar o Santo Antônio de cabeça para baixo.

Outra interessante também é colocar a imagem do Santo Antônio debaixo da cama, por três noites seguidas, antes de dormir, deve imaginar que o corpo está sendo rodeado por uma luz rosada. Na manhã do quarto dia, preparar um banho de casca de maçã com uma colherada de mel. Em pouco tempo poderá conhecer uma pessoa muito especial.  É bom começar no dia de Santo Antônio ou no dia 13 de qualquer mês.

Esta é para quem está a muito tempo solteira: deve contar três palmos de uma fita branca e cortar. Amarrar o pedaço da fita numa imagem de Santo Antônio. Depois coloca a imagem no quarto e faz o pedido a Santo Antônio para  arrumar casamento.

Fonte: Tribuna da Bahia