Baiano despenca de uma altura de mais de 20 metros de um prédio e sobrevive

572503014E6A3A52CF2030377A6AD7E6E687CF7E9FC4310D9A falta de equipamentos de segurança ou de estrutura para trabalhar podem estar por trás da queda de um operário na tarde desta quinta-feira (05). Ele estava no sétimo andar de um prédio no bairro do Itaigara.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção e da Madeira no Estado da Bahia (Sintracom), Ivanildo Silva de Almeida, 29 anos, estava limpando a fachada de uma pastilha quando se desequilibrou e caiu.

O sindicato afirma que o operário estava sem o equipamento adequado de segurança. De acordo com a instituição, a vítima estava em cima de uma tábua, sem proteção nenhuma. Não estava na cadeira com trava como determina a lei.

Ivanildo trabalhava em uma reforma feita no edifício localizado na Rua Sílvio Valente. A empresa contratada para fazer a reforma não teria assinado a carteira do trabalhador, segundo o sindicato.

A vítima foi socorrida para o Hospital Geral do Estado (HGE). De acordo com o sindicato, Ivanildo está com uma perna engessada e sentindo dores generalizadas, mas está consciente e falando. A obra de reforma foi paralisada. Uma fiscalização foi solicitada à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE).

Fonte: Varela Notícias (Foto ilustrativa)