Baiano ferido em atentado que deixou mais de 120 mortos em Paris posta mensagem para amigos

card_atentado_parisO baiano que estava com grupo de amigos durante atentados terroristas na noite de sexta-feira (13), no restaurante Le Petir Camboge, nas proximidades do canal Saint-Martin, em Paris, na França, relatou ter sofrido apenas arranhões. Dois brasileiros ficaram feridos após ataques. Em postagem na rede social, o arquiteto Diego Mauro, de 28 anos, afirmou que está bem e confirmou estar no restaurante em que dois brasileiros foram baleados.

“Amigos queridos que viram essas notícias do que se passou em Paris: eu estava no Petit Cambodge, um dos lugares que foi atingido no atentado. Mas eu estou bem, só tive alguns arranhões. Essa mensagem é só pra agradecer o apoio de vocês e para tranquilizá-los”, disse na postagem feita às 15h40 (horário de Brasília).

diego_mauro_face

De acordo com a família do arquiteto, em Salvador, ele estava com nove amigos, oito brasileiros e um francês. Neste sábado, Diego Mauro foi visitar um dos amigos baleados no hospital.

O jovem baiano faz mestrado na Universidade de São Paulo (USP) e está na europa para estudar. A previsão era de que ele ficasse emParis até o dia 24 de novembro.

Atentados
O grupo radical Estado Islâmico reivindicou nesta sábado (14) a responsabilidade por ataques que mataram mais de 120 pessoas em Paris. É o pior ataque à França na história recente.

Explosões perto do Stade de France na noite desta sexta, durante um jogo entre as seleções da França e Alemanha, e três tiroteios espalhados pela capital francesa deixaram ao menos 120 mortos e dezenas de feridos, segundo a polícia parisience.

O Itamaraty divulgou nota na qual informa que o governo brasileiro manifesta “sua profunda consternação pela série de bárbaros atentados” ocorridos na noite desta sexta.

“Ao mesmo tempo em que transmite suas condolências aos familiares das vítimas e empenha sua plena solidariedade ao povo francês e ao Governo da França, o Brasil condena os ataques nos mais fortes termos e reitera seu firme repúdio a qualquer forma de terrorismo, qualquer que seja sua motivação”, diz o texto da nota.

Com informações do G1