Bancários entram em greve por tempo indeterminado a partir do dia 19

IMAGEM_NOTICIA_5Bancários de todo o Brasil entrarão em greve por tempo indeterminado a partir do próximo dia 19. A afirmação é do diretor de comunicação do Sindicato dos Bancários de Feira de Santana, Edmilson Cerqueira.

Segundo ele, houve a última rodada de negociações ontem (5), mas a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) ofereceu o reajuste salarial de 6,1%, índice que, segundo a categoria, é desrespeitoso porque nem repõe a inflação do período, de 6,6%.

Os bancários, que prometem fazer uma greve longa, reivindicam 11,93% de reajuste (5% de aumento real, além da inflação do período. Sobre a PLR (Participação nos Lucros e Resultados) com valor fixo de R$ 5.553,12, a federação avisou que pretende manter a fórmula nos moldes do ano passado. Pela contraproposta, seria 90% do salário mais uma parcela fixa de R$ 1.633,94, limitado ao valor de R$ 8.927,61. A PLR adicional ficaria em 2% do lucro líquido de 2013, distribuído linearmente.

De acordo com o sindicato, no próximo dia 12, serão realizadas assembleias em todo o país para rejeitar a proposta e decretar greve por tempo indeterminado a partir do dia 19. No dia 17, a categoria vai a Brasília com o objetivo de pressionar os deputados federais no plenário da Câmara durante a audiência pública sobre o PL 4330, que regulamenta a terceirização. No mesmo dia, será realizada uma assembleia organizativa para encaminhar a greve e no dia 19 os bancários param as atividades.

Acorda Cidade