Bancários fortalecem a greve no interior da Bahia

Bradesco_Interior_2Os bancários da Bahia estão paralisados há mais de uma semana. Assim como em Salvador, que já fechou 283 agências, os funcionários da base do Sindicato no interior estão juntos na luta por melhorias salariais e condições de trabalho.

As unidades de Catu, Adustina, Alagoinhas, Amargosa, Amélia Rodrigues, Antas, Araci, Cachoeira, Caetité, Campo Formoso, Candeias, Cansanção, Canudos, Cariranha e Castro Alves estão sem funcionar.

As agências de Guanambi, Cícero Dantas, Cipó, Cocos, Conceição do Coité, Correntina, Cruza das Almas, Dias D´Ávila, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha, Geremoabo e Irará também pararam em favor das reivindicações dos bancários.

Os trabalhadores de Itaparica, Itapicuru, Ituberá, Jequiriça, Lage, Lauro de Freitas, Mata de São João, Monte Santo, Muritiba, Nazaré das Farinhas, Novasoure, Olindina, Parapiranga, Paulo Afonso e Pojuca também estão de braços cruzados.

Pelo fim das metas e do assédio moral, as cidades de Queimadas, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Rio Real, Santa Bárbara, Santo Antonio de Jesus, Santo Amaro, Sapeaçu, São Felix, São Gonçalo dos Campos, Seabra, Serra do Ramalho, Serrinha, Simões Filho, Taperoá, Salinas das Margaridas, Tucano, Uauá, Valença, Valente e Vera Cruz estão com as agências fechadas até que um acordo decente for proposto.