Brasileiros desenvolvem versão masculina do aplicativo Lulu

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.pkp_QY5GkrDepois do polêmico aplicativo Lulu, que avalia homens conectados ao Facebook, foi anunciada nesta quinta-feira (28) a possibilidade de revanche masculina. No dia 4 de dezembro, será lançado no Brasil uma ferramenta que permitirá que os homens avaliem mulheres: o Tubby (nome em inglês do personagem Bolinha, do cartoon Turma da Luluzinha). Os desenvolvedores do app – que não identificam seus sobrenomes –, Guilheme, 21 anos; Rafael, 22, e Lívia, 32, garantem que o aplicativo não é uma versão masculina do Lulu. “Não esperem por uma cópia com fotos de mulheres”, antecipou o grupo ao portal Terra. Com o slogan “sua vez de descobrir se ela é boa de cama”, o site que anuncia o Tubby já teve mais de 300 mil acessos em menos de 24 horas e causou polêmica pelas hashtags – muito mais picantes que as do concorrente. “Hoje em dia tudo é julgado muito superficialmente. Nosso app vai ser considerado machista por uns e por outros vai ser apenas diversão. Ele é um app para homens relatarem suas experiências, apenas”, considerou Guilherme. Os responsáveis pelo novo aplicativo garantem que já trabalham para liberar a primeira versão na próxima semana, mas não revelam se a ferramenta seguirá a mesma lógica do Lulu, a partir de informações de login do Facebook.