Caixa “deposita” R$ 2,28 bilhões por engano e mulher procura o banco para devolver

No dia 11 de abril, Leizimar Silva Triers, de 35 anos, mãe de quatro meninas, sendo três trigêmeas de 1 ano, foi surpreendida ao consultar o seu extrato bancário. De acordo com o G1 Goiás, ela constatou no extrato que o saldo negativo de R$ 470 tinha passado para R$ 2,28 bilhões. O caso aconteceu em Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia.

Foto reprodulção

Leizimar, que encontra-se desempregada, contou ao G1 Goiás que desde o princípio decidiu procurar uma agência da Caixa Econômica Federal para devolver o dinheiro. “Eu fiquei surpresa demais. O lançamento foi feito no dia 11, mas eu notei no dia 13, era um sábado, e então esperei chegar segunda-feira para procurar a gerente do meu banco para entender o que tinha acontecido”, desabafou.

No banco, a gerente esclareceu que houve um erro no sistema e que Leizimar poderia ter que responder caso tivesse usado o dinheiro.

“Não precisava nem do alerta dela. Eu jamais usaria um dinheiro que não era meu, tanto que tive três dias e não mexi. A gente não perde nunca quando é honesto. Vou poder contar para as minhas filhas que a mãe delas recebeu um dinheirão e devolveu. A mudança começa dentro de casa”, contou Leizimar em entrevista ao G1.

Foto reprodução

Ainda segundo informações do G1 Goiás, no momento, a família de Leizimar tem uma renda mensal de R$ 1.500, que vem do emprego do marido, Mailton.

A Caixa Econômica Federal se pronunciou sobre o caso através de uma nota de esclarecimento. Confira: 

“A CAIXA informa que no dia 12 de abril houve uma inconsistência no sistema, que impactou o demonstrativo de saldo de alguns clientes naquele fim de semana. O banco esclarece que tal impacto ficou restrito à visualização do saldo, não tendo sido possível a realização de saques indevidos no período.

A CAIXA ressalta que, caso se constate eventual prejuízo de algum cliente por conta do ocorrido, o devido ressarcimento será realizado. Assim, a CAIXA orienta o cliente a procurar a agência de relacionamento para a devida apuração.”

....