Cãos na Saúde: Internada no Roberto Santos, paciente com tumor cerebral é medicada em cadeira

IMG-20141029-WA0004Constantemente noticiamos o apelo dos baianos por uma vaga em hospitais e/ou denúncia sobre a burocracia para realização de uma cirurgia. É o que sofre Samara Martins Almeida, de apenas 22 anos, baiana da cidade de Alagoinhas. Diagnosticada com tumor cerebral, a jovem busca cirurgia no Hospital Roberto Santos e já está internada na unidade deste a última sexta-feira (24).

Porém, mesmo com a gravidade de um tumor cerebral em estado avançado, Samara vem tendo que aturar a falta de assistência do Hospital. De acordo com familiares, que entraram em contato com a reportagem do Bocão News, a paciente vem recebendo medicação em uma cadeira e pena por atendimento dos médicos responsáveis. Além disso, foi informado pela unidade hospitalar, que a cirurgia de Samara só poderá ser feita daqui a 90 dias, no mínimo.

Após quatro dias no hospital, a paciente realizou uma ressonância do crânio e somente na manhã desta quarta-feira (29), o exame foi analisado por um neurocirurgião. De acordo com os familiares, o médico constatou que se trata de um tumor malígno e há necessidade de uma cirurgia com urgência, além de um internamento devido, já que a paciente ainda se encontra na sala de medicamentos da unidade.

A reportagem do site Bocão News entrou em contato com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), que apontou o Hospital Roberto Santos como responsável pela situação. Em contato com a unidade hospitalar, a reportagem foi informada pela assessoria de imprensa, que desconhece o caso e que os pacientes recebem medicamentos sentados em um poltrona, o que é desmentido através das imagens da paciente Samara. Os acompanhantes da paciente informaram que até foi disponibilizada uma maca, mas ao lado de pacientes em estado infecciosos.

O tumor da jovem, mãe de dois filhos, foi diagnosticado após tomografia computadorizada de crânio, realizada no Hospital das Clínicas de Alagoinhas (HCA), na última sexta (24) quando foi encaminhada para capital baiana. Ainda de acordo com a família da paciente, Samara já tem o tumor há 11 anos e apenas agora foi descoberto em estado avançado.

As informações são do Bocão News