Cartilha pretende orientar servidores baianos sobre atendimento especial a comunidade LGBT

    serfelizagoraA partir de setembro, os servidores públicos baianos vão contar com uma cartilha, que pretende orientá-los como lidar com questões da comunidade LGBT nas repartições públicas. O objetivo da cartilha é facilitar a melhoria do atendimento dos LGBTs nas esferas do serviço público da Bahia. As informações são do site Dois Terços.

    A publicação terá formato de história em quadrinhos e vai tratar de oito eixos temáticos: saúde, educação, segurança, trabalho, cidadania, justiça, cultura e turismo. Os eixos serão abordados contextualizando com situações vividas pelo público LGBT. O documento terá um glossário LGBT, contendo também telefones úteis e dicas.

    Segundo o site Dois Terços, a cartilha tem a assinatura de Luis Augusto, o criador do “Fala Menino”. Seguindo a linha de trabalho dele, a publicação terá uma linguagem prática e colorida. O documento foi idealizado pela Secretaria de Justiça e Direitos humanos, através do Núcleo LGBT, que é coordenado pela transexual Paulette Furação.

    Fonte: iBahia