Casal é preso com quase R$ 1 mil em notas falsas; dupla teria passado R$ 20 mil na região

DSC_1318Uma guarnição da 5ª Companhia do 16º Batalhão da Polícia Militar prendeu, no início da noite desta quarta-feira (14), um casal com R$ 700 em notas falsas em Santaluz. De acordo com a corporação, os suspeitos, Abelardo Oliveira Gomes, 42 anos e Lucy Martins Landgraf Lazaro, 29, foram abordados em um veículo Montana, placa de Leme (SP) durante uma ronda de rotina próximo ao contorno da BA-120, no trecho que liga Santaluz a Valente. Segundo a PM, Abelardo, que é natural de Paulo Afonso (BA), já responde processo por tráfico de drogas, roubo e crime de moeda falsa no Estado de São Paulo.

DSC_1314A mulher, que é natural de Pirassununga (SP), confessou que eles saíram de Leme (SP) há cerca de 40 dias e passaram quase R$ 20 mil em notas de R$ 50 falsas em vários municípios, entre eles Serra do Ramalho, Bom Jesus da Lapa, Milagres, Itaberaba, Ibipitanga, Feira de Santana, Conceição do Coité e Santaluz, onde estavam desde a última segunda-feira (12), fazendo compras e pagando com cédulas falsas. A mulher contou aos policiais que o troco das compras – o dinheiro verdadeiro – era enviado através de depósito bancário para a quadrilha em São Paulo, que é responsável por imprimir as notas falsas.

Além do dinheiro falso, foram apreendidos com os suspeitos 60 pacotes de cigarro, dois aparelhos celulares e um notebook, que segundo a mulher era usado para mapear os municípios com maior probabilidade de passar as notas falsificadas. No carro também foram encontrados objetos que a dupla havia comprado em cidades da região e pago com as notas falsificadas. A dupla foi autuada em flagrante e apresentada na delegacia de Polícia Civil de Valente. A Polícia Federal investigará o caso. Os suspeitos devem responder pelo crime de falsificação de moeda, previsto pelo Art. 289 do Código Penal, que prevê pena de reclusão, de três a 12 anos, e multa.

As informações e fotos são do Notícias de Santaluz