Chamado de “menino tartaruga”, criança sofre de mutação genética rara

RTEmagicC_297cf6cd6e.jpgDidier Montalvo, de 8 anos, conhecido como o “menino tartaruga”, superou um verdadeiro drama. Ele desenvolveu uma espécie de casco em suas costas, proveniente de uma mancha de nascença, e conseguiu retirá-lo há dois anos. O pequeno, que passou por algumas dificuldades depois da cirurgia, viajou este mês, saindo da sua cidade natal, na Colômbia, para o Reino Unido, onde pôde conhecer outras crianças afetadas pela mesma condição rara.

Três anos antes da realização da cirurgia, Didier, teve que ser submetido a várias mudanças na sua vida para fazer a remoção do tumor que pesava 20% do seu peso total. “Ele se sentiu muito mal antes da cirurgia, pois a condição o impedia de fazer um monte de atividades que ele gostava de fazer. Quando ouvia as pessoas chamando-o de ‘menino tartaruga’, sentia-se muito triste e me perguntava, ‘Por que eu tenho isso?’. Era uma pergunta muito difícil de responder”, disse a mãe do garoto ao site Daily Mail.

A doença foi diagnosticada como Nevo Melanocítico Congênito. Após o diagnóstico, o cirurgião plástico, Neil Bulstrode, operou a criança. Segundo o site, o maior medo do cirurgião era de que o tumor se tornasse maligno. “Didier foi o pior caso que já vi. Efetivamente, três quartos da circunferência de seu corpo foram afetados”, contou.

sucesso.”Um dos principais focos para nós era tentar fazer com que Didier se sentisse melhor para poder se reintegrar na sociedade. Claro, também para aliviar o enorme peso que ele carregava, que era como se ele carregasse um saco de batatas eternamente”, contou o cirurgião., (iBahia)

RTEmagicC_ecbbb27036.jpg
……………………..