Chineses miram na produção de jumentos na Bahia: “Ideia é abater 700 por dia”

ruiA missão internacional iniciada pelo governador Rui Costa esta semana, na China, atraiu os olhares dos empresários asiáticos. O chefe do executivo baiano falou com entusiasmo e confiança em trazer na bagagem importantes investimentos em infraestrutura, agricultura familiar e energias renováveis.

Uma das novidades é o interesse dos chineses na criação, produção e abate de jumentos no semiárido baiano para exportação. “A ideia deles é abater 700 jumentos por dia. Isso porque aqui na China eles usam praticamente tudo do jumento… Todos os produtos derivados são usados, inclusive na área da Medicina chinesa, para produtos de beleza”, enumerou Rui.

Também foram assinados protocolos de intenções para outros projetos, como o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), integrando a Região Metropolitana de Salvador (RMS) e chegando, no futuro, até a cidade de Alagoinhas, na região nordeste baiana. Destaque para protocolos e contratos que indicam ainda exploração no setor de mineração e viabilidade de projetos importantes como o Porto Sul e a Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol).

Ainda na China, o governador participa de reuniões com empresas interessadas na geração de fontes alternativas de energia eólica e energia solar, incluindo a produção de equipamentos. “Nós temos é que correr atrás de investidores internacionais, em qualquer lugar do mundo, que queiram aplicar recursos em nosso estado e fazer negócios”, disse Rui.

Nesta direção, o governador tem encontros comerciais com uma empresa de Hong Kong que tem interesse de viabilizar a construção do novo Centro de Convenções da Bahia, inserindo o estado no roteiro internacional de encontro de negócios. (Foto: Diego Mascarenhas/ GOV-BA)