Chuvas trazem alegria e esperança a trabalhadores rurais baianos

80089-3As duas semanas de chuvas contínuas em quase todo o interior da Bahia, trouxeram alegria e esperança aos trabalhadores rurais, o que não acontecia há muitos anos.

A diretora do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Feira de Santana, Conceição Borges informou que normalmente nesse período as chuvas apenas costumam molhar a terra e garantir a pastagem, mas desta vez foi diferente. “Desta vez choveu tanto que encheu aguadas, lagoas e reservatórios de captação de água. Graças a Deus está tudo cheio”, afirmou.

A diretora explicou que como a chuva chegou cedo, algumas famílias já plantaram e outras estão preparando a terra. Ela disse que agora a grande esperança é que as chuvas continuem. “Não basta chover muito. É preciso chover com certa regularidade e que isso possa acontecer até agosto para garantirmos o plantio e a colheita”, disse Conceição.

A sindicalista informou que nesse período, normalmente, os trabalhadores plantam principalmente feijão, milho e mandioca. Só que atualmente, conforme afirmou, houve uma redução na plantação de feijão, que já está sendo voltada apenas para o consumo da família.

Conceição Borges explicou que isso está acontecendo porque o plantio do feijão é de alto risco e qualquer questão climática pode se perder toda a plantação. “Quando a gente não perde por uma questão climática, acaba perdendo na hora de vender, pois não tem mercado”, afirmou.

Ela informou que o feijão está 50% mais barato do que o normal e que se não vender logo depois de seis meses, ele fica velho e perde o valor de mercado. “Nos últimos anos vem se fazendo essa reflexão. A maioria das famílias planta, atualmente, em pequena quantidade”, disse.

Por: Portaldenoticias.net (Com informações do Acorda Cidade)