Coité – Homem invade residência, atira em três irmãos e luta contra a mãe

    garotinho-com-a-bala-cravada-na-nucaPor volta das 10h15 desta quarta-feira, 21, um homem invadiu uma residência no Bairro Sonho Meu em Conceição do Coité e abriu fogo contra três irmãos que estavam sentados no sofá. Clenilza da Mota Almeida, mãe de uma criança de 12 anos, uma adolescente de 15, e outro jovem de 17, disse a Polícia que o assassino arrombou a janela e entrou na casa já atirando, ela que já estava dormindo, ao ouvir o barulho, levantou e entrou em luta corporal com o atirador, já com os três filhos baleados.”Cheguei a agarrar no braço dele e a arma ficou apontada na direção do rosto dele”, contou a mãe.

    Ainda segundo a dona de casa, eram dois homens, mas apenas um, usando capacete entrou na casa, enquanto o outro ficou aguardando numa moto  de dados não anotados, que depois dos disparos e de lutar contra ela, fugiram.

    As vítimas foram socorridas para o Hospital Regional e Climecc onde receberam os primeiros socorros, no caso de Denilson Almeida do Nascimento, 17 com dois tiros que acertam braço e antebraço, e Letícia Minelli 15,com um tiro na cabeça, mas por sorte a bala ficou alojada no couro cabeludo e não apresentou problemas mais graves. Mesmo com estado de saúde estável, ambos foram transferidos para Feira de Santana.

    garotinho-com-a-bala-cravadO garotinho que foi levado para a Climecc identificado por Abel Almeida do Nascimento, 12 anos, também com uma bala calibre 38 alojada na parte inferior da nuca chamou a atenção do médico Leonardo Coelho, “ele pode comemorar duas datas de nascimento por ano, porque o que aconteceu com ele é muito raro. A bala entrou na cabeça, mas não chegou ao cérebro, pois foi segura pelo capuz da blusa que usava e o pano também entrou no couro cabeludo e não furou com a bala. Pedi imediatamente um raio-x e verifiquei que não comprometia em nada, não havia risco e resolvi retirar o projétil aqui mesmo para aliviar a tensão da família. Conceição do Coité no quesito atendimento infantil está de parabéns por ter a Climecc que atende várias cidades da região e graças a sua boa estrutura tivemos uma resposta rápida da situação do garoto e está aqui, em boas condições de saúde, não sofreu nenhuma hemorragia e está ao lado da mãe” ressaltou o plantonista.

    Já mais aliviado, embora demonstrasse muito trauma, o garotinho Abel que é estudante do 5º ano da Escola Nossa Senhora da Conceição, atribuiu sua vida a Deus. “ O cara quando cegou não falou nada, atirou em meu irmão, depois em minha irmã e por último em mim. Eu deitei protegi minha cabeça com o cobertor e coloquei minhas mãos, a bala passou pelos meus dedos e ficou presa em minha cabeça, depois disso eu sair correndo e subir numa lage de uma casa de onde eu vi a moto sair. Ninguém é tão grande quanto Deus, quando me protegi com o cobertor disse: Deus me proteja, e ele me ouviu. Isso vai ficar marcado pra sempre em minha vida e minha fé ainda maior” falou o garoto ao CN na presença da equipe médica e da policia.

    A Polícia Militar e a Civil estiveram acompanhando a ocorrência, mas não anteciparam nada sobre o caso. Um policial civil disse que ficou surpreso com vários tiros a queima roupa sendo que dois atingiram parte vital do corpo, no caso a cabeça das vítimas, e os projéteis não penetraram o crânio.

    As informações e fotos são do Calila Notícias