Colisão frontal envolvendo veículo de Cansanção deixa três feridos na BA 220 entre Euclides e Monte Santo

sssA manhã de quinta-feira (16) foi marcada por um acidente envolvendo um  VW Gol da cidade de Cansanção e uma Mitsubishi Pajero no trecho da rodovia estadual BA 220, entre as cidades de Euclides da Cunha e Monte Santo. Os dois veículos colidiram frontalmente e por pouco, não se transformou em um caso muito grave para os condutores e passageiros.

A rodovia passa por recuperação da pista, que se encontrava em estado sofrível e prejudicava imensamente o tempo de viagem entre as duas cidades, por causa do infinito número de buracos que, por falta de manutenção, foram transformados em imensas crateras, que chegaram a causar prejuízo material e financeiro para os proprietários de automóveis, ônibus, caminhões, motocicleta, entre outros.

A rodovia BA 220, é uma dessas obras de pavimentação fruto de promessas políticas feitas em períodos eleitorais, de baixo investimento em sua infraestrutura, também conhecida como T.A.P. ou Tratamento Anti-pó, aplicados em rodovias de baixo volume de tráfego e predominantemente de veículos leves, o que já não acontece mais, pois veículos pesados transportadores de carga com até 45 t são vistos frequentemente trafegando pela BA 220.

No Hospital Municipal ACM, para onde as vítimas foram socorridas por uma guarnição da Polícia Militar comandada pelo sgt. Barbosa, este repórter conversou com Gilmar Oliveira, que viajava no banco de trás do veículo VW Gol, placa JQQ 9418 licença de Cansanção, que sofreu ferimentos leves na perna direita e um pequeno corte no lábio inferior. Daniel declarou que o veículo utilitário Mitsubishi Pajero, conduzido pelo médico Daniel Oliveira, perdera aderência ao entrar na curva, provavelmente por ter derrapado no cascalho solto, e o carro colidiu frontalmente com o Gol que trafegava no sentido a Euclides da Cunha.
No Gol viajava, além de Gilmar Oliveira, que reside próximo à Fazenda Fortaleza, Município de Euclides da Cunha, um senhor idoso, cuja idade não foi revelada, que viajava no banco da frente e sofreu ferimentos no rosto e escoriações.

A situação mais grave ficou por conta de Valdomiro Pereira, motorista do Gol, residente na cidade de Cansanção-BA, que sofreu fratura em uma das pernas, à altura do joelho, escoriações, além de forte pancada no tórax, porém, sem risco de morrer, segundo foi informado.

Enquanto aguardava por uma resposta da “insensível Regulação” implantada pela Sesab, para saber para que hospital com atendimento a pacientes vítimas de traumatismo seria transferido, pois necessitava ser submetido a uma intervenção cirúrgica, familiares optaram por leva-lo para Cansanção, de onde seria conduzido para uma unidade de saúde, não revelada. Em Euclides da Cunha esse tipo de serviço médico não é oferecido no Hospital Municipal.

Já o médico Daniel Oliveira, condutor da Pajero, placa OKX 6249-licença de Euclides da Cunha-BA, sofreu apenas ferimentos leves no braço esquerdo. Em conversa com este repórter, o profissional da medicina disse que se dirigia à Unidade de Saúde do povoado da Lajinha, em Monte Santo, onde daria plantão médico, depois de ter dado plantão na Unidade de Saúde de Quijingue.

Daniel prestou assistência médica aos acidentados. No período da tarde, este repórter voltou a manter contato com o Hospital Municipal ACM, e fora informado de que o médico Daniel Oliveira se encontrava no HMACM, em visita ao paciente idoso que ainda se encontra internado em observação médica.

Os danos materiais sofridos foram consideráveis, provavelmente, perda total do veículo VW Gol, conforme fotografias que ilustram esta reportagem.

As informações e fotos são do site Euclidesdacunha.com