Com 48 passagens pela polícia garoto de 16 anos “voa” a 150 km/h durante fuga; assista

pilotodefugaDois adolescentes, de 15 e 16 anos, capotaram um veículo a 150 km/h enquanto fugiam da Polícia Militar em Chapecó, no Oeste catarinense. De acordo com a PM, os dois avançaram diversos sinais vermelhos, atingiram uma casa e o veículo ainda pegou fogo após a colisão. A ocorrência foi no final da noite de segunda-feira (31) e as imagens foram registradas por câmeras de segurança de uma empresa (veja o vídeo). O carro tinha registro de furto e os dois são suspeitos de realizarem diversos roubos na região.

Por volta das 23h, policiais realizavam rondas no Centro da cidade quando desconfiaram de duas pessoas que estavam em um Golf vermelho com placas de Xanxerê, Oeste catarinense. O veículo havia sido furtado no dia 7 de março. Segundo a PM, antes que os agentes fizessem a abordagem, o motorista fugiu em alta velocidade em direção à região Sul da cidade. Eles passaram por vários semáforos fechados e acabaram retornando ao Centro.

Como mostram as imagens, o motorista perdeu o controle do automóvel, colidiu contra outro que estava estacionado, capotou e atingiu a residência. Segundo a PM, eles estavam a 150 km/h e o veículo incendiou após a colisão. Os policiais precisaram quebrar o vidro do carro para retirar os do automóvel. Depois, o incêndio foi controlado pelos agentes com extintores de incêndio das viaturas. Apesar da velocidade e do estado do carro após a colisão, os dois tiveram apenas ferimentos leves.

Os bombeiros foram acionados e realizaram os primeiros socorros dos adolescentes. Eles foram encaminhados ao Hospital Regional do Oeste, em Chapecó. Após atendimento, eles foram levados à Central de Plantão Policial, juntamente com o carro.

Na casa atingida funciona uma empresa de segurança. De acordo com o proprietário do estabelecimento, Roberto Destri, não havia ninguém no momento do acidente, mas quatro pessoas estavam na calçada e só não foram atropeladas por causa de um bebê. “O neném perdeu a chupeta e o pai falou que a criança tinha perdido e eles pararam para recolher. Assim que saíram o carro em que estavam foi atingido”, contou.

Conforme a PM, os dois adolescentes tinham várias passagens pela polícia. Um deles, de 16 anos, estava com mandado de apreensão em aberto e tinha 48 boletins de ocorrência. Os dois suspeitos serão submetidos a reconhecimento de vítimas de roubo na região de Xaxim. O outro, de 15 anos, prestou depoimento e foi liberado. “É frustrante para o policial militar, que trabalha, se empenha, coloca sua vida em risco na captura desses menores e logo após vemos que eles são liberados e voltam a cometer os mesmos crimes. Para a sociedade, então, é ainda mais frustrante”, disse um policial. Fonte: (G1 SC)