“Combinação?” Preços dos combustíveis têm pouca variação de um posto a outro

20131110114150_combustivel_468x400O mapa da mina da gasolina mais barata em Salvador está confuso. Preços estão sem muitas diferenças. Mesmo em locais conhecidos pelos preços mais baratos, como BR 324 e bairros vizinhos, os valores são praticamente os mesmos de locais como Pituba, habitado por condutores de veículos com maior poder aquisitivo.

A gasolina nesses dois extremos da cidade oscila entre R$ 2,42 e R$ 2, 69. A diferença entre a gasolina e o Etanol também se mantém sem muitas alterações, tendo R$ 0,40 como a maior delas entre eles. Os valores mais elevados não foram, ao contrário do previsível, encontrados em postos da Avenida Tancredo Neves e Magalhães Neto, na Pituba, mas sim na rodovia que liga Salvador a Feira de Santana.

Nos dois primeiros postos a caminho de Feira, a sequência decrescente de preços dava a ilusão de que quanto mais distante do centro financeiro da cidade, mais baixos seriam os preços. Ledo engano. De R$ 2.49, para 2,42, mas eis que o terceiro posto tira o combustível da ilusão: R$ 2,69. O representante comercial, Edgar Velente, que abastecia neste último, afirma que a preocupação de encontrar o combustível mais barato não vale a pena. “A diferença não justifica percorrer distâncias para abastecer”, pondera.

Ele acrescenta que a gasolina mais barata no percurso que faz do Uruguai, onde mora, até Águas Claras, onde vive sua mãe, está do outro lado da BR, no seu caminho de volta, onde a gasolina é R$ 2,39. “Abasteço nele quando posso, mas não faço esforço para isso”, assumiu. O chaveiro Ronaldo Almeida, pensa como Edgar Valente, e acrescenta informações que reforçam a ideia de que buscar por gasolina mais barata não vale a pena.

Segundo ele, até mesmo na orla estão praticando os preços sem muitas diferenças. “Moro no Cabula e os postos perto de casa estão com o preço muito parecido com os da BR e com os da orla da cidade”, contou. O chaveiro acredita que os preços mais elevados estão sendo praticados em áreas mais distantes da praia em bairros como Pituba. “A gasolina mais cara que vi, ultimamente, foi na Avenida ACM”, acrescentou enquanto enchia o tanque de seu carro com uma gasolina pela qual pagou R$ 4,42, na BR.

Pituba

No Posto Sumaré, na Avenida Tancredo Neves, parte do centro financeiro de Salvador, a gasolina está a R$ 2,41; mais barata que três dos quatro postos visitados pela reportagem na BR 324. O engenheiro Marcelo Carvalho conta, com um ar de desconfiança, que há pelo menos duas semanas, os postos da Pituba estão com os preços muito parecidos. “Acabaram as promoções e, de repente, já não faz mais diferença entre encher o tanque ali ou aqui”, conta. A desconfiança expressa no tom de voz se faz em palavra, depois de um curto silêncio. “Para mim isso só é possível através da força do cartel”, desabafa.

A reportagem percorreu ainda postos na Avenida Magalhães Neto e Bonocô e não encontrou nenhuma diferença significativa nos preços da gasolina, que variaram entre RS$ 2,41 e R$ 2,44.

Tribuna da Bahia