Completamente dominado, Júnior Cigano é humilhado por Cain Velásquez no UFC 166

juniorcigano-cainvelasquez-getNão foi dessa vez que o Júnior Cigano recuperou o cinturão de campeão dos pesos-pesados do UFC. Na madrugada deste sábado (19) para domingo (20), o catarinense radicado na Bahia foi derrotado pelo americano Cain Velásquez, que segue com o título em mãos, por nocaute técnico. Na luta, o atual campeão impôs seu jogo e envolveu o brasileiro durante os cinco rounds, assim como no último encontro entre os dois. Faltando pouco tempo para o cronômetro zerar, o juiz Herb Dean precisou interromper o duelo, confirmando a vitória do campeão aos 3m09s do quinto round.

Nos dois primeiros rounds, Velásquez levou o brasileiro para grade e evitou golpes contundentes, aproveitando para dar os melhores golpes do confronto. No terceiro, o americano de ascendência mexicana conseguiu derrubar Cigano com um soco de direita e por pouco não venceu por nocaute. O juiz Herb Dean deixou a luta continuar e o brasileiro mostrou a resistência que possui.

juniorcigano2-cainvelasquez-reuDepois do terceiro round, restava a Cigano buscar o nocaute nos dois últimos, mas estava difícil. O brasileiro sentiu os golpes de Velásquez e, aparentemente meio tonto, não conseguiu acertar algo que fizesse o americano temer pelo pior. Muitas vezes, Cigano se encostou na grade para se manter em pé. Melhor fisicamente, Velásquez venceu de forma justa e ambos se cumprimentaram bastante após o confronto.

“Júnior veio mais forte, tentou me vencer nos primeiros socos. Tentei fugir disso. Ouvi o público e tentei vencer. Na última luta, teve a pressão, e eu acertei golpes, consegui vencer com socos. Mas ele melhorou”, elogiou o campeão, ainda no octógono. Cigano retribuiu a deferência, mas prometeu que ainda voltará a brigar pelo cinturão. “Ele é o verdadeiro campeão. Ele me bateu. Ele me venceu, vou fazer o quê? Vou voltar para casa, vou treinar e vou voltar”. (iBahia)