Craque viaja ao Brasil para assinar com o Timão: “Muito empolgado”

balbuenaA negociação entre Corinthians, Libertad e o zagueiro Fabián Balbuena terá um final feliz. O jogador paraguaio chega a São Paulo neste fim de semana para fazer exames e assinar contrato com o Timão. O vínculo deve ser de três anos, a ser firmado nesta segunda-feira.

– Está tudo encaminhado, graças a Deus. Só falta a assinatura, que deve ser na segunda. Estou muito empolgado, esperando assinar e poder me colocar à disposição do treinador – afirmou Balbuena, em conversa com a reportagem.

A diretoria do Corinthians entrou em acordo com o jogador no início da semana, mas ainda vinha discutindo com o Libertad a forma de pagamento pela compra de 100% dos direitos econômicos por cerca de US$ 1,65 milhão (cerca de R$ 6,4 milhões, na cotação atual).

O acerto se arrastou, e o São Paulo tentou entrar na negociação. De acordo com o diretor adjunto do Timão, Eduardo Ferreira, o jogador não quis ouvir a oferta.

– Queria agradecer ao empresário e ao atleta. O atleta sequer ouviu (a proposta do São Paulo) para tentar alguma coisa a mais. Não sei se vai dar certo ou não, mas quero deixar um agradecimento ao homem Fabián Balbuena – disse Ferreira.

Balbuena, de 24 anos, será o décimo reforço do Corinthians para a atual temporada. Na zaga, ele vai disputar posição com os titulares Felipe e Yago. O banco de reservas ainda conta com Vilson, ex-Chapecoense, e Pedro Henrique, cria das categorias de base.

Confira abaixo o papo com Fabián Balbuena:

Está tudo certo com o Corinthians?
Balbuena – Da minha parte, sim. E acho que entre Libertad e Corinthians também. Falta assinar o contrato, acredito que vamos fazer isso na segunda-feira. O Libertad pedia algumas garantias, mas tudo ficou encaminhado. Devo viajar para o Brasil amanhã (domingo) à noite.

Você foi procurado pelo São Paulo?
– Eu só conversei com o Corinthians. Meu empresário não me falou nada. Ouvi rumores aqui no Paraguai de que outro clube estava interessado em mim. Não tenho certeza de que era o São Paulo. Não posso falar pelo Libertad, mas só conversei com o Corinthians e dei minha palavra.

Como é ser contratado para substituir o Gil, um dos principais jogadores do Corinthians nos últimos anos?
– Estou bem preparado e confio muito na minha capacidade. Não vou ter problemas para ajudar. Não gosto de comparações. O Gil tem uma capacidade enorme e, por isso, foi vendido para o exterior. Estou chegando para ajudar o Corinthians.

Quais são suas principais características?
– Apesar da minha altura, eu não me considero um jogador lento. Sou bom no jogo aéreo. Jogo sempre bem posicionado e orientando meus companheiros. Gosto de antecipar as jogadas, ler as jogadas. Não tenho problema em sair jogando, acredito que sou um jogador técnico.

O que sabe do trabalho do Tite?
– Ele é um treinador muito conhecido, que ganhou os principais títulos nos últimos anos. Espero que nossa relação seja muito boa. Hoje, você precisa treinar no seu limite para repetir tudo igual na partida. Só assim vai conseguir espaço e uma oportunidade para jogar. Vou chegar com muito respeito aos meus companheiros e lutando para poder atuar.

Você foi vice-campeão da Libertadores pelo Nacional-PAR em 2014. Acredita que o Corinthians é um dos favoritos ao título mesmo depois de tantas mudanças na equipe?
– Sonhar é grátis. Um time como o Corinthians, com tantos jogadores de nível elevado, sempre precisa pensar em títulos.

O que fazer para vencê-la?
– A Libertadores é um torneio muito difícil. Para ganhar você precisa ter um bom time e um vestiário unido. Se todos ajudarem, fica muito mais fácil. No Nacional, não tínhamos um time com jogadores de renome, mas era uma família. Temos de aliar qualidade e um grupo forte.

Via Globoesporte.com