Criticado no Timão, André se aproxima do retorno ao Sport

critic“Volta, André”. O pedido estampado em vários cartazes na Ilha do Retiro, durante o duelo contra o Corinthians, no último domingo, está perto de ser atendido. Sem alarde e tentando o máximo de sigilo, o vice-presidente do Sport, Arnaldo Barros, viajou para São Paulo com um objetivo traçado: fazer com que o atacante volte a vestir a camisa rubro-negra.

Como no futebol o segredo é, por vezes, fundamental, a diretoria leonina se manteve em silêncio sobre a negociação. Enquanto isso, os dirigentes do Corinthians admitiram que foram procurados, mas negam a saída do jogador.

Em crise e precisando – urgentemente – de reforços, a diretoria rubro-negra vê a chegada do atleta como fundamental para acalmar os ânimos da torcida, além de satisfazer o técnico Oswaldo de Oliveira, que clama pela qualificação do elenco. Principalmente no comando de ataque. Posição que conta com os questionados Túlio de Melo, Edmilson e Vinícius Araújo.

Decidido a contratar o atacante, o vice-presidente do Sport, Arnaldo Barros, embarcou para São Paulo desde a última segunda-feira e provavelmente só retornará à capital pernambucana após o desfecho da negociação. Nem mesmo o clássico contra o Santa Cruz, nesta quarta-feira, fez a viagem ser interrompida pelo dirigente, que não atendeu as ligações da reportagem.

Informações vindas dos bastidores indicam que a ideia do Sport é acertar um contrato longo com o atleta, que vem sendo extremamente questionado pela torcida do Corinthians. Antes reticente, o clube paulista vê na negociação a oportunidade de não desvalorizar o centroavante, que segue sem espaço no time de Tite. Por outro lado, as formas de pagamento e os valores ainda não estão definidos.

Isso porque, após investir cerca de R$ 4 milhões para acertar com André, o Corinthians não aceita liberar o atleta sem custos para o Sport que, por sua vez, tenta amenizar o valor da operação. Tentando encontrar uma solução, o Rubro-negro tenta incluir algum jogador na transação. O certo é que a negociação deverá ter um desfecho até o final desta semana. (Globoesporte.com)