De Sula Miranda a Pedro e Bino: relembre 13 caminhoneiros que fizeram sucesso

Na ficção e na realidade, eles ganharam as estradas e o coração do público; veja histórias de nomes como Elvis Presley

A greve dos caminhoneiros, que virou o assunto do país na última semana, ilustrou para o povo brasileiro a força e importância que os profissionais da área têm. O trabalho árduo nas estradas, porém, já ganhou força, há anos, nas biografias de grandes nomes da música e nas telas nacionais, em tramas que marcaram gerações. Relembre os nomes que, na ficção e na realidade, ganharam a vida e os corações do público após comandarem os volantes:

NA VIDA REAL:

Foto reprodução

Elvis Presley

Muito antes de se tornar o Rei do Rock, entre 1948 e 1954, Elvis Aaron Presley (1935 – 1977), que nasceu na cidade de East Tupelo (em Mississipi, nos Estados Unidos), foi motorista de caminhão em Memphis, onde já era conhecido pelo seu talento na música e por comandar o volante.

Foto reprodução

Wando

O cantor Wanderley Alves dos Reis, mais conhecido como Wando (1945 -2012), nasceu na cidade de Cajuri/MG, mas, ainda menino, levou as malas para Juiz de Fora, antes de ir para o Rio de Janeiro. Logo ao chegar no Rio, Wando trabalhou como motorista de caminhão, apesar de já se dedicar ao violão e tocar em bailes locais no meio tempo.

Foto reprodução

Sula Miranda

Tudo bem, ela não foi exatamente caminhoneira, mas é conhecida como ‘a rainha’ dos profissionais da área. Sula, que é cantora, sempre quis dar voz à vida dos peões de boiadeiro e dos caminhoneiros nas suas letras sertanejas. Ela teve, então, a felicidade de encomendar uma música a Joel Marques, compositor consagrado que escreveu o sucesso Caminhoneiro do Amor, maior hit de Sula, que marcou a carreira pelo desejo de representar o universo dos motoristas na música.

Foto reprodução

Al Capone

Famosos por ser um gangster dedicado a roubar e vender cargas de bebidas alcoólicas durante a Lei Seca nos Estados Unidos, Alphonsus Gabriel Capone (1899 – 1947), mais conhecido como Al Capone, também já seguiu a profissão pelas estradas. Líder de uma das maiores quadrilhas especializadas em roubo de cargas, ele chegou a  viver na Boléia de um caminhão.

NAS TELAS NACIONAIS:

Foto reprodução

Pedro e Bino

Dois dos mais famosos caminhoneiros que o Brasil já viu nas telinhas, Pedro e Bino foi a dupla de protagonistas da série Carga Pesada, da Rede Globo. A série apresentava as aventuras da dupla, interpretada por Antônio Fagundes e Stênio Garcia. A trama apresentava a vida dos personagens na Boleia de um caminhão. Oiginalmente transmitida entre 1979 e 1981, a obra teve uma continuação de sucesso, com os mesmos atores, 22 anos depois, de 2003 até 2007.

Foto reprodução

Zeca

Na novela A Força do Querer, transmitida no ano passado pela Globo, Zeca era um caminhoneiro que cultivava verdadeira paixão pelo veículo. Nascido e criado na cidade de Parazinho, fictício município paraense, o personagem se encarregava de levar cargas para diversos cantos do país. Na trama, o rapaz precisou vender o veículo depois de um tempo, mas continuou trabalhando com cargas ao se mudar para o Rio de Janeiro.

Foto reprodução

Zé Bolacha

Na novela A Próxima Vítima, de 1995, Lima Duarte deu vida ao caminhoneiro Zé Bolacha. O personagem, de bom caráter, se apaixonou por uma moça mais jovem na trama e fazia o estilo romântico. Ele adorava fazer citações poéticas e tinha paixão pela obra de Guimarães Rosa.

Foto reprodução

Cida

Representante feminina da categoria, Cida, interpretada por Claudia Ohana na novela A Favorita, enfrentou o preconceito da família para fazer o que amava: carregar cargas pelo Brasil afora. Com personalidade forte e focada na vida profissional, a personagem, bastante feminista, demorou para ceder aos encantos do pretendente.

Foto reprodução

Jorge, um brasileiro

Jorge (Carlos Alberto Riccelli) é o protagonista do longa nacional brasileiro baseado no romance homônimo, de Oswaldo França Júnior. O personagem costumava fazer críticas à falta de segurança dos caminhoneiros e às condições das rodovias brasileiras. Na trama, de 1980, Jorge sai de casa para mais uma viagem após brigar com a esposa, Sandra, vivida por Glória Peres.

Foto reprodução

Jorge, o motorista sem limites

No sucesso de 1970, interpretado por Teixeirinha, Jorge vive uma aventura intensa e cômica em seu caminhão. Sempre cantarolando e demonstrando bom coração, Jorge vira herói ao salvar sua namorada e o pai dela de perigosos assaltantes de banco.

Foto reprodução

João

O ator Jão Miguel dá vida ao personagem de mesmo nome no filme À Beira do Caminho. O longa, do mesmo diretor de Dois Filhos de Francisco, apresenta o caminhoneiro que sai da sua cidade para cruzar o país. Na trama, durante uma de suas viagens, ele descobre escondido no seu caminhão o menino Duda, que perdeu sua mãe e está à procura do pai. O caminhoneiro, mesmo relutante, decide levá-lo até a cidade mais próxima, mas acaba criando uma relação de amizade com a criança.

Foto reprodução

Xavier

Em Amor Eterno Amor, novela de 2012 da Globo, Xavier (Chico Diaz) foi o caminheiro que, em participação especial, foi responsável por levar Carlos (Caio Manhente/ Gabriel Braga Nunes) para o Pará.

*Correio

....

COMPARTILHAR