Dentista sem diploma é preso em Queimadas após 30 anos de atuação ilegal

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dentista sem diploma, de 54 anos, foi detido nesta quinta-feira (24) em Queimadas, a 300 quilômetros de Salvador, por atuar ilegalmente na área de odontologia. A prisão de Mauro Gomes de Santana ocorreu após denúncia do Conselho Regional de Odontologia da Bahia (CROBA). Para surpresas de todos, o acusado atuava como profissional há 30 anos.

Segundo o coordenador de fiscalizações do Conselho, Ramsés Ventura, o próprio suspeito admitiu o crime. “A equipe de fiscalização da região e uma guarnição da polícia militar foram até o consultório dele e constataram que o acusado não possuía registro profissional. Ele disse que começou a atuar como dentista porque faltavam profissionais na região”, afirmou.

O suspeito foi autuação em flagrante por exercer ilegalmente a “arte dentária”. O crime está previsto no Artigo 282 do Código Penal e, se for condenado, o suspeito pode pegar até dois anos de prisão.

Só essa semana, quatro falsos dentistas foram presos no estado da Bahia. Na segunda-feira (21), a polícia prendeu dois homens que se passavam por dentistas em consultórios no município de Senhor do Bonfim, a 385 km de Salvador. Na terça-feira (22), em Jaguarari a Polícia Militar prendeu o protético Adalberto Ferreira do Nascimento, 49 anos, por crime de falsidade ideológica.

O presidente do Conselho de Odontologia do Estado, Francisco Simões, afirma que essa situação preocupa as entidades odontológicas, pelo risco que oferece a população. Ainda segundo Francisco, o CROBA tem intensificado as fiscalizações para que falsos dentistas não consigam se manter no exercício ilegal da função. “O Conselho tem buscado desenvolver ações de conscientização da população, dos riscos que procedimentos realizados com falsos profissionais oferecem”, argumentou. (Com informações do Bocão News)